CARLOS FERREIRINHA AVALIA NOVO CONSUMIDOR EM EVENTO DO SCMC

Há 12 anos, quando se reunia pela primeira vez com empresários catarinenses, o especialista em inteligência da gestão do luxo e premium na América Latina, Carlos Ferreirinha tinha uma visão bem definida do mercado têxtil no estado. “Via-se empresas fortemente produtoras, que levavam segundos para decidir sobre investimentos em parque fabril, mas que não contavam com um conceito de moda nem apostavam em equipes para o desenvolvimento de inovação”, explica. SCMC-170808-Carlos-Ferreirinha-CO¹²-Daniel-Zimmermann

A percepção foi utilizada para abrir a palestra do consultor no primeiro encontro do CO¹², programação que aproxima universidades das companhias integrantes do Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC). O evento ocorreu no último sábado (05/08), no Espaço Maker do Sesi de Blumenau.

Durante o encontro, Ferreirinha falou sobre a crise econômica em que atravessa não só o Brasil, mas países de todo o globo e como ela trará um novo consumidor. “Novos tempos demandam novas atitudes. E as empresas precisam estar atentas. Quando o país retomar, teremos um consumidor sem ânimo, que só comprará se for impactado pela marca” comenta.

Durante a palestra, o consultor apresentou dados relevantes sobre o mercado digital e o impacto que este segmento traz para os negócios. “No ano passado a C&A lançou uma coleção assinada por Kim Kardashian, principal influenciadora digital do mundo. A aposta deu certo e ficou entre as três mais vendidas da história da marca. Isso nos mostra que o mundo mudou e que é fundamental a presença das empresas nas redes sociais”, avalia.

Para Ferreirinha, pela primeira vez na história da economia, o poder de decisão está com a geração que não é detentora do dinheiro. “Os Millenials acabaram de chegar e estão mudando o jeito de fazer negócio. Apesar de não serem eles que contam com a maior parte da riqueza, estão trazendo novos conceitos. Podemos tomar como exemplo as redes sociais e negócios disruptivos, como o Uber”, comenta.  “Este movimento de colaboração e busca pela inovação não é em nenhum outro lugar. O SCMC mudou a cara de Santa Catarina e apoiou as empresas na percepção e busca por uma identidade. Depois de 12 anos, é visível a mudança que o projeto causou na economia do estado. É inspirador”, explica o consultor, que apoiou na construção e andamento do projeto nos primeiros anos.SCMC-170808-FeiraEmpresasCO¹²-Daniel-Zimmermann

Além da palestra conduzida por Carlos Ferreirinha, os estudantes do CO¹² também participaram de uma feira de empresas, em que puderam conhecer de perto os serviços e projetos das companhias integrantes do SCMC. A programação ocorreu durante todo o sábado.

O Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) é uma plataforma colaborativa que conecta empresas e universidades de moda e design para capacitar pessoas, fomentar a inovação, estimular ambientes pulsantes e ressignificar protagonismos.

Em mais de 10 anos de atuação, mais de 50 empresas catarinenses já passaram pelo SCMC e 25 instituições de ensino aderiram à plataforma através da participação dos seus alunos. Foram mais de 400 eventos de capacitação que impactaram cerca de 30 mil profissionais e acadêmicos. Juntas, as empresas associadas faturam acima de R$ 4 bilhões.

Atualmente, 16 empresas fazem parte da plataforma: Altenburg, Audaces, Chantelle, Cia. Hering, Círculo, Copa&Cia, Coratex, Cores e Tons, Dudalina, Fakini, HI Etiquetas, Karsten, LOA Underwear, Marisol, Tecnoblu e Villa Têxtil.

Foto 1: Carlos Ferreirinha falou sobre o novo consumidor para empresas e estudantes que envolvem projeto do SCMC

Foto 2: Além da palestra, primeiro encontro do CO¹² realizou também uma feira das empresas que integram o movimento
Crédito: Daniel Zimmermann

Veja também

Dane Aimage004

VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO: VOCÊ SABE QUEM REGULAMENTA ESSE ASSUNTO NO BRASIL?

ARTIGO DO DIRETOR SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO AVANZI, DANE AVANZI Os VANTs, veículos aéreos não tripulados, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *