PESQUISA APONTA QUE 77% DAS EMPRESAS APOSTAM EM TECNOLOGIA PARA REUNIR E ANALISAR INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS EM TRADE MARKETING

Com o objetivo de reunir informações relevantes para os profissionais de trade marketing e traçar um panorama do setor no Brasil, o Clube do Trade divulgou os reguilherme 0256JSOM2887sultados da maior pesquisa brasileira na área: a Trade Insight. O levantamento contou com 470 entrevistados de todo o país, representando indústrias, agências, varejo, distribuidores e atacadistas.

O trade marketing é uma área estratégica para o mercado, tanto para os profissionais que atuam na interação entre marketing e vendas quanto para as empresas que buscam manter a competitividade a partir de ações no ponto de venda. “O segmento ainda é recente no Brasil e demanda dados e referências para sua execução e planejamento. A área está amadurecendo e ganhando experiência, levando os profissionais a conhecerem as ações de forma mais abrangente e, ao mesmo tempo, criando novas necessidades de estratégias e soluções”, afirma Guilherme Coan, CSO da Involves.

Entre os respondentes da pesquisa, 50% já trabalham na área há mais de cinco anos e 46% atuam diretamente em departamentos específicos de trade marketing, enquanto 22% estão integrados a áreas de Marketing e 20% à equipe comercial.

Tecnologia para o Trade

Apesar doguilherme 0250JSOM2857s desafios nas áreas de gestão e análise dos canais de vendas, 23% das empresas participantes ainda não utilizam ferramentas para gestão de equipe de campo. Sobre as atribuições do setor, 34% das empresas com até um ano de trade se dedicam apenas a gerir equipe de promotores, enquanto empresas mais maduras conseguem se dedicar a desenvolver e apresentar planos para clientes (33%).

Segundo Guilherme, a tecnologia, usada por 77% das empresas pesquisadas, permite o reporte de toda a situação do ponto de venda em tempo real. A informação pode ser transmitida com precisão, melhorando automaticamente a performance das vendas com uma tomada de decisão imediata e apoiada em fatos. Para Tania Miné, fundadora da Trade Design, as ferramentas são fundamentais na gestão da informação e no monitoramento dos indicadores de Trade, porém muitas empresas ainda não veem o benefício do uso da tecnologia, apenas se preocupam com o custo dos sistemas e aplicativos.

Perfil do trade marketing

De acordo com os dados coletados, segmentos como o de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, Perecíveis e Limpeza estão entre os que mais contam com estruturas de trade marketing. Entre todos os setores identificados, ainda há predomínio dos homens entre os profissionais (56%) e a maioria dos participantes atua em áreas de execução – coordenadores, supervisores e analistas representam 52% do público da pesquisa e 13% são promotores.

Em 66% das empresas entrevistadas, o Trade Marketing já conta com um departamento específico, o que mostra o reconhecimento da área por parte dos decisores enquanto ação de inteligência para melhoria do percurso de um produto e de seus resultados. Segundo a pesquisa, o principal ponto de aperfeiçoamento alcançado através do trade é a redução de ruptura e estoque virtual (32%), seguido pelo aumento da margem por categoria e canal (24%) e cumprimento do planograma (19%).

A pesquisa também demonstrou a importância do Guia de Execução e as perspectivas da área para o futuro: 61% das empresas pretendem aumentar a equipe de trade e 32% pretendem mantê-la como está, sendo que 52% trabalham com equipes próprias, contra 27% de terceirização.

Trade InsightGUILHERME COAN 0253JSOM2869

A pesquisa foi aplicada durante os meses de maio e junho de 2017 e teve os primeiros resultados divulgados durante o Agile Experience, maior evento de trade marketing do país, que aconteceu em setembro, em Florianópolis/SC. Iniciativa da empresa de tecnologia Involves, a Trade Insight foi coordenada pelo Clube do Trade, um portal especializado, que produz e transmite conteúdos de trade marketing visando fortalecer e aquecer o mercado. “Entender e estruturar o trade em uma empresa demanda conhecimento da área e entendimento de como funcionam as ações comerciais e de marketing. É essa a intenção do Clube do Trade a partir da pesquisa: mostrar a complexidade do segmento e levantar ideias para solucionar os desafios vivenciados por quem atua na área”, afirma Guilherme. A perspectiva é repetir a aplicação da pesquisa anualmente, buscando avaliar e comparar a evolução do segmento ao longo do tempo.

A Involves surgiu em 2008 e é responsável pelo desenvolvimento do Agile Promoter, plataforma de gestão de trade marketing e monitoramento de equipes de campo em tempo real utilizada por empresas que atuam em segmentos como alimentos e bebidas, eletroeletrônicos, informática e cosméticos. Instalada em Florianópolis (SC) e com filial em São Paulo (SP), a empresa atua diretamente com indústrias, distribuidores do varejo e agências de trade marketing. A Involves tem clientes no Brasil e em outros 11 países, principalmente na América Latina e México, entre eles grandes empresas como L’Oréal, Motorola, Red Bull, Nestlé, Fini Guloseimas, Cecrisa, Parati e Samsung.

Fotos 1 a 3 – Guilherme Coan, CSO da Involves apresenta a pesquisa.

Crédito: Divulgação.

Veja também

Dane Aimage004

VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO: VOCÊ SABE QUEM REGULAMENTA ESSE ASSUNTO NO BRASIL?

ARTIGO DO DIRETOR SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO AVANZI, DANE AVANZI Os VANTs, veículos aéreos não tripulados, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *