CHT BRASIL TRÁS PARA O BRASIL PRODUTO QUÍMICO PARA PROTEGER TECIDOS DA COVID-19

Máscaras, camisetas e itens de cama que protegem contra o coronavírus. Em menos de um ano de pandemia, esses materiais já se tornaram acessíveis ao mercado brasileiro graças à agilidade em pesquisas de empresas como a CHT Brasil, especializada em produtos químicos para o mercado têxtil. A marca, que completou 45 anos no Brasil em abril, foi convidada de uma das edições do talk show web Têxtil Show.

De acordo com o diretor geral da CHT Brasil, Lawrence Dougall, foram necessárias apenas seis semanas de estudos intensos para que a companhia colocasse à disposição produtos repelentes para proteger tecidos contra o vírus. “Logo que colocamos o produto à disposição do mercado, fizemos parceria com grandes marcas de moda do país, como Malwee, Guararapes e Riachuelo, que passaram a utilizar nossos produtos para garantir a proteção nos tecidos utilizados para máscaras, camisetas e roupas de cama”, disse.

Dougall destacou ainda iniciativas que apoiam o fortalecimento da indústria brasileira de moda. Entre as questões que o executivo apontou, está o fato de que os itens químicos são mais benéficos do que prejudiciais aos produtos para o segmento. “Produzimos, por exemplo, produtos que repelem contra insetos, além deste material relacionado ao próprio coronavírus, itens que reduzem o consumo de água e energia elétrica na produção e deixam os tecidos mais confortáveis, além de dar durabilidade e vivacidade às cores”, comentou.

Da Inglaterra para a América Latina

Além de falar sobre os desafios da CHT durante a pandemia e a atuação da companhia na indústria têxtil brasileira, Dougall destacou a própria trajetória dentro da companhia. Nascido na Inglaterra, o diretor passou por experiências na Alemanha, Venezuela e China, até chegar ao Brasil, onde firmou residência. “Enquanto muitos querem sair, eu pretendo ficar aqui”, brincou. “O potencial do país é muito grande e podemos conquistar ainda muitos resultados aqui. Estamos investindo em novas soluções e otimizando o mix de produtos para garantir maior aderência e apoiar o crescimento do setor. O marketing digital, por exemplo, é uma das áreas que precisamos, cada vez mais investir”, destacou.

 

Foto:  Diretor geral da CHT Brasil, Lawrence Dougall em entrevista ao Têxtil Show.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PREÇOS DE AÇO E GÁS PRESSIONAM AS INDÚSTRIAS

O aumento nos preços do gás natural e do aço vão impactar a maioria das …

Facebook
Twitter
LinkedIn