ALIMENTOS QUE DEVEM ESTAR NO SEU CARRINHO DE SUPERMERCADO

Com certeza em algum momento surgiu aquela dúvida durante a compra no supermercado. Os alimentos que estou levando no carrinho estão dentro do conceito de uma alimentação equilibrada e saudável? Para ajudar na escolha desses alimentos, a médica endocrinologista, Suzikelli Souza, divide os alimentos em quatro grandes grupos, que ela denomina – Carboidratos, Leguminosas, Alimentos de Construção e Alimentos Reguladores.  A endocrinologista recomenda diversificar o consumo dos alimentos, colocando pelo menos um item de cada grupo nas refeições. “Não é necessário comer arroz e feijão todo o dia. O importante é diversificar a alimentação”, sugere Suzikelli.Médica_Suzikelli_Souza_Crédito_Roncon&Graça Comunicações

Os Carboidratos representam o lote que fornece energia ao organismo – arroz, massas e pães. Nesse grupo também estão incluídas as frutas. Uma boa opção, explica a médica, é consumir o arroz integral, que dá mais tempo de saciedade (sem sentir fome). “Prefira uma massa integral e lembre-se, a batata não é um legume, ela está no grupo do carboidrato. Colocar um carboidrato por vez na refeição”, diz.

No grupo das Leguminosas estão os grãos e vagens, fontes de vitaminas, proteínas e minerais. “É a eterna combinação do arroz com feijão, também lembrando que o feijão não é um carboidrato como muita gente acredita, mas sim uma proteína”, frisa Suzikelli. Ervilha, lentinha, grão-de-bico e fava são outros exemplos de alimentos desse grupo.

Os Alimentos de Construção ajudam na formação dos tecidos do nosso organismo e são ricos em proteínas. Carne, peixe, frango, ovo e leite estão nesse grupo.

No grupo dos Alimentos Reguladores estão aqueles ricos em vitaminas e sais minerais, que regulam a digestão, a circulação e o bom funcionamento dos intestinos. Verduras e hortaliças, como brócolis e couve, estão nesse grupo.

A médica Suzikelli Souza recomenda alguns cuidados adicionais, principalmente para as pessoas que tenham restrição para o consumo de açúcar. “Nesse caso, recomendo evitar as frutas que contenham mais açúcar, como é o caso da banana e do mamão e optem para aquelas que denominamos frutas aguadas, com pouco açúcar, como pera, abacaxi e melão”, conclui.

Foto: Médica endocrinologista Suzikelli Souza.

Crédito: Roncon & Graça Comunicações.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ABCERAM PROMOVE O 65°- 66° CONGRESSO BRASILEIRO DE CERÂMICA EM JUNHO

Considerado o mais importante evento do setor no País e um dos maiores em nível …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn