APAS PRETENDE FAZER NOVA CAMPANHA EM PROL DA SUSTENTABILIDADE

Os supermercados do Estado de São Paulo voltaram a distribuir aas sacolas descartáveis atendendo a uma liminar expedida pela 1ª Vara Cível do Fórum Central. O departamento jurídico da Associação Paulista de Supermercados (APAS) está analisando a ação e as razões que levaram a concessão da liminar para definir quais medidas serão adotadas para a transformação de uma sociedade mais sustentável.
Os supermercados associados a APAS foram informados quanto a liminar e estão cientes de que devem fornecer as sacolas adequadas de qualquer tipo e tamanho que dispuserem em seus estoques. Caso não o tenham, devem solicitar imediatamente a seus fornecedores. O objetivo é atender de forma racional em quantidade suficiente as necessidades do consumidor no momento das compras. Dentro do prazo regulamentar, todos estão cumprindo a determinação judicial. Foram orientados também, quanto à importância de continuarem fazendo ações promocionais, mostrando aos consumidores a importância de usarem as sacolas reutilizáveis. Em breve, estará sendo veiculada, nas lojas, uma nova campanha reforçando essas ações.
Visando melhor atender a demanda dos consumidores, a APAS propõe que haja redução nos preços dos sacos de lixo reciclados, que são elaborados por meio de ações sociais.
Em nota a APAS reforça sua responsabilidade e respeito com os consumidores, relatando que os produtos comercializados nos supermercados já são protegidos por embalagens primárias, desenvolvidas pela própria indústria por meio de avançadas tecnologias que garantem a segurança dos produtos. Exceto para os produtos in natura, como por exemplo, os FLVs, frutas, legumes e verduras que precisam ser acondicionados.
A entidade ressalta que a utilização de embalagens reutilizáveis deve se tornar um hábito saudável com reflexos positivos para toda a sociedade. É lamentável, todavia, que a campanha contra a cultura do descarte, a qual muitos consumidores aderiram, seja contestada da forma como vem acontecendo.
A entidade entende, ainda, que a distribuição “gratuita”, visto que os valores estão embutidos nos preços dos produtos de sacolas descartáveis é uma atitude que não colabora com os consumidores, principalmente aqueles que levam suas sacolas reutilizáveis para as compras, e também contra os pólos carentes da sociedade, que mais sofrem as sérias consequências em decorrência da destinação inadequada das sacolas descartáveis, que levam ao entupimento de bueiros.
Prova disso são as constantes enchentes em épocas de chuvas, principalmente na cidade de São Paulo, na qual observa-se o grande número de pessoas que perdem seus bens, sua saúde e, em alguns casos, suas vidas.
Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

DILUB LEVA ALTA TECNOLOGIA E AMPLO PORTFÓLIO DE SOLUÇÕES DA FUCHS PARA A INDÚSTRIA

A Dilub atua há mais de 32 anos no mercado do estado do Rio Grande …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn