ASCENTY REGISTRA CRESCIMENTO E CONSTRÓI MAIS UM DATA CENTER

A Ascenty
Data Centers, empresa especializada nos serviços de cloud computing, hosting
gerenciado e colocation com unidade em Campinas está iniciando neste mês de
abril a construção do seu segundo centro de dados no Brasil. Com o objetivo de
atender à demanda crescente por seus serviços, o segundo Data Center no país
será construído em Hortolândia (SP) com um investimento de R$ 150 milhões. O CEO da
Ascenty, Chris Torto, disse que a inauguração está prevista para o final deste
ano. “O prédio, com 5 mil metros quadrados de área, terá espaço para abrigar
900 racks de equipamentos”, revela.

Chris
Torto destaca que a nova unidade terá alta densidade de energia e o que há de
mais moderno no país em termos de infraestrutura, equipamentos e processos
operacionais. “Vamos construir uma subestação de energia, para ter 20 MVA de
potência disponíveis, com uma densidade de 10 KW por rack – uma das mais altas
do país”, afirma.


Assim
como o data center de Campinas (SP), inaugurado em outubro do ano passado, a nova
unidade da Ascenty oferecerá três modalidades de serviços aos clientes de cloud
computing, colocation e hosting gerenciado. “A demanda do mercado por esses
serviços vem aumentando significativamente no país e estamos nos preparando
para atendê-la. O primeiro passo para isso foi a ampliação da unidade de
Campinas, que deverá estar concluída em maio”, disse.


Com 12
mil metros quadrados de área total, o data center de Hortolândia foi projetado
de acordo com as melhores práticas do mercado em termos de confiabilidade,
eficiência energética e sustentabilidade. “O projeto segue as recomendações
internacionais do Uptime Institute para a Certificação Tier III, que já foi
concedida ao nosso data center de Campinas”, afirma Felipe Caballero, diretor
de Infraestrutura de Data Center da Ascenty.


A nova
unidade foi concebida para receber energia de alta tensão (138 KV) – que, com a
subestação de transformação a ser construída, tornará disponível a potência de
20 MVA. Seu ambiente de TI contará com um sistema de distribuição elétrica
redundante, em termos de componentes, racks de servidores e elementos de rede.


Um dos
destaques do data center será o sistema no-break, que deverá assegurar alta
disponibilidade e a segurança da operação. “Um moderno e eficiente sistema de
UPS rotativas vai garantir energia ininterrupta no caso de falha no
fornecimento por parte da concessionária de energia elétrica. Além de maior
eficiência e segurança na operação, esse sistema dispensa o uso de baterias de
chumbo-ácido, que são um dos principais poluidores do meio ambiente em todo o
mundo”, afirma Caballero.


O sistema
de refrigeração será constituído de chillers água-ar de alta capacidade e
eficiência, oferecendo uma disponibilidade de 3.600 toneladas de refrigeração
(TR) de água gelada. Todo o prédio será equipado com modernos sistemas de
detecção e combate a incêndio, por meio de gases inertes, que permitem
controlar o fogo sem colocar em risco pessoas e equipamentos. Os sistemas de
segurança permitirão controle total do acesso, usando biometria, e
monitoramento de todos os ambientes do edifício, por meio de câmeras IP de alta
definição.O data
center de Hortolândia funcionará conectado ao de Campinas por intermédio da
 rede de fibras ópticas da própria Ascenty – que também vai interligá-lo
aos principais data centers do país.

O Grupo
Ascenty é formado pela Ascenty Data Centers e a Ascenty Telecomunicações,
empresas prestadores de serviços de colocation, hosting gerenciado, de serviços
gerenciados para monitoramento do seu ambiente de TI e soluções em cloud
computing, tanto público como privado. Oferece também serviços de
telecomunicações, por intermédio de redes próprias de fibra óptica. Em outubro
de 2012, a Ascenty inaugurou o seu primeiro data center no Brasil, já
construído para atender aos requisitos de Tier III, na cidade de Campinas, São
Paulo. Tem também 1.000 km de redes de fibras ópticas no Estado de São Paulo.
 
Foto: CEO da Ascenty, Chris Torto
Crédito Divulgação

 
Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

HÁ DIFERENÇA ENTRE PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO PRECOCE DE DOENÇAS?

Inúmeras enfermidades importantes podem ser evitadas com prevenção. E o antecipar-se a problemas de saúde …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn