CAMPINAS RECEBE PALESTRA DO PROJETO IDEIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A tecnologia e a inovação tem trazido constantes transformações ao dia a dia das pessoas e das empresas. Neste cenário, novas organizações e grupos se formam a partir de um propósito, de uma conscientização comum. A contradição nas relações homem-natureza traz à tona os problemas dos processos industriais criados pelo próprio homem. Esse processo é visto como gerador de desenvolvimento, empregos, conhecimento e maior expectativa de vida. Porém, o homem se afastou do mundo natural, como se não fizesse parte dele. Com todo esse processo industrial e com a era tecnológica, a humanidade conseguiu contaminar o próprio ar que respira, a água que bebe, o solo que provém os alimentos, os rios, destruir florestas e os habitats naturais.CAPA FACEBOOK PALESTRA SUSTENTTA_AGOSTO_TRANSFORMACOES-01

Com o intuito de discutir como se comportam as pessoas neste novo cenário social e qual a relação delas com o meio ambiente em que estão inseridas, o engenheiro ambiental Rodrigo Semeria Ruschel, mestre em sistemas de infraestrutura urbana com ênfase em sustentabilidade, e a engenheira de materiais, pós-graduada em marketing e especialista em Antroposofia, Priscila Gusson, participam da segunda edição do projeto “Ideias para o Desenvolvimento Sustentável”, que acontece no dia 2 de agosto (quarta), das 19h às 22h, no Hotel New Port Residence, em Campinas. Os interessados deverão se inscrever pelo site: https://www.sympla.com.br/ideias-para-o-desenvolvimento-sustentavel—novas-relacoes-em-um-mundo-em-transformacao__165584. As vagas são limitadas.

Com o tema “Novas relações em um mundo em transformação”, o evento recebe ambientalistas, empreendedores e demais interessados, além de entusiastas na questão socioambiental, para discutir novos padrões de comportamento e como eles afetam a sociedade e a natureza. “A ideia é levar os participantes a refletirem sobre como o ser humano pode se perceber como parte deste meio ambiente em que vive e levar essa reflexão para o ambiente de trabalho e também para o familiar”, explica Priscila Gusson.

De acordo com o engenheiro ambiental Rodrigo Ruschel, apesar da maior conscientização sobre a preservação do meio ambiente, muitas ações ainda precisam ser colocadas em prática para a manutenção ambiental como um todo. “Enquanto de um lado existem muitos lutando por um mundo melhor para todos, de outro, a grande maioria busca seu próprio crescimento econômico, com o objetivo de consumir cada vez mais, fazendo com que os índices de degradação continuem a crescer. Muitos novos empresários começam seus negócios já com uma consciência ambiental, tentando utilizar o mínimo de recursos naturais e aproveitar os já utilizados, mas, mesmo com essa consciência, que já é uma conquista para o Planeta, falta a consciência para saber o que realmente é preciso consumir”, explica. “É preciso entender o planeta Terra sob todos os aspectos, formas e sentidos, para poder preserva-lo. Novos comportamentos, dentro e fora de casa, são necessários para isto”, finaliza o engenheiro ambiental.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

HÁ 32 ANOS, ROGÉRIO MENEZES É REFERÊNCIA NO SEGMENTO DE LEILÕES NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Rogério Menezes Nunes, nomeado Leiloeiro Oficial pela Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro  …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn