CIESP CAMPINAS IMPLANTA FÓRUM PERMANENTE DE EDUCAÇÃO

Resgatar a qualidade do ensino, a dignidade do
professor e os valores nos alunos como respeito e pensar de forma coletiva. Com
estes objetivos o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) –
Regional Campinas, através do seu Departamento de Sustentabilidade, implantou o
Fórum Permanente de Educação em Valores. Essa proposta educacional, alinhada aos desafios
da atualidade, está baseada em quatro pilares. São eles: a tradição do modelo
de educação praticado pelo sistema Sesi e Senai, desde a sua origem; as novas
abordagens de desenvolvimento humano e da inteligência ética; os requisitos
legais da educação no Brasil e seus respectivos indicadores e. as demandas do
mundo atual, com foco em valores e sustentabilidade.

O Fórum
Permanente de Educação em Valores tem como meta fundamental aperfeiçoar a
qualidade da educação básica, viabilizando a execução de um modelo que
contemple o desenvolvimento integral do ser humano e uma educação centrada em
valores.

O diretor Titular do Ciesp Campinas, José Nunes
Filho, destacou  que atualmente um dos
maiores entraves ao investimento no Brasil é a fama que o brasileiro tem de não
ter ética, de ter um conceito de ética pessoal de querer levar vantagem em
tudo, sempre ser o esperto querendo se aproveitar dos outros e das situações,
nunca pensando de forma coletiva, nunca pensando no país e nos outros além de
si mesmo. “Hoje as escolas não formam mais o caráter das pessoas e o caráter
das pessoas e fortemente formado até os 7 anos de idade, onde é possível ter
mais cuidado. O que a gente está propondo é educação baseada em valores. Não só
ensinar., mas educar. Dar valores para essas pessoas, como respeito pelo
semelhante, respeito pelo meio ambiente, ao próprio país e pensar de forma
coletiva”, explica.

Na avaliação de José Nunes Filho é possível alcançar
um bom resultado no médio prazo na região metropolitana de Campinas, uma vez
que o fórum é permanente com reuniões frequentes  abordando temas específicos com a
participação de todas as pessoas ligadas à educação. “Por incrível que pareça a
gente percebe a carência que esse pessoal ligado à educação tem. São todos
abnegados, idealistas e tem muita carência desse tipo de trabalho, desse tipo
de enfoque”, diz.

O diretor
do Ciesp-Campinas, José Nunes Filho, afirmou que o Fórum nasceu das ideias do
professor Carlos Andriani, que é um visionário em relação a educação e do
departamento de Sustentabilidade, através do diretor Luiz Fernando Bueno, que
teve a sensibilidade de perceber, que isso é uma alternativa muito boa para a
educação que se faz hoje no Brasil. Para Nunes a educação tem que ser baseada
em valores, para que se respeite o semelhante, o meio ambiente e o País. “Convidamos
os prefeitos e secretários de Educação para iniciarmos uma série de reuniões
desse Fórum, que é permanente, para discutir uma nova forma de educar, baseada
em valores. A RMC é o piloto desse projeto para o Brasil”, revelou o
diretor do Ciesp-Campinas.

José
Nunes Filho não acredita que esse sistema de educação existente hoje no Brasil
seja ideal para o país. “Na verdade o ensino só não é suficiente. É preciso
educar e educar não é formar engenheiros, matemáticos e médicos, pessoas que no
fim acabam usando a profissão com um conceito de ética deformado”, salienta.

O diretor
titular defende que é preciso resgatar a dignidade e o respeito pelo professor
que é o principal agente dessa mudança possibilitando que se formem pessoas de
caráter pautado na ética e no resgate de valores que foram se deteriorando ao
longo dos anos. Nunes destaca que nas escolas do Sesi e do Senai a didática
aplicada é baseada em valores. Os professores são qualificados, respeitados
como profissionais. Os alunos respeitam o professor, respeitam a escola e se
dedicam aquilo que foram fazer nas escolas que é aprender.

José
Nunes Filho reconhece que este é um trabalho de formiguinha que deve ser
constante, que passa não só pela discussão das ideias e das estratégias que
devem ser adotadas, mas também de luta, dedicação e vontade de promover a
mudança. “Eu acho que a gente tem que começar vários trabalhos desse tipo no
Brasil sem visar lucro, sem visar interesses comerciais, mas por patriotismo,
vontade de corrigir esse país. Cada vez que você vai juntando mais gente de
valor as coisas vão melhorando e a coisa vai crescendo. São pessoas que se
propuseram a lutar por isso. Lutar pela educação no país”, afirma.

A
diretora adjunta de Responsabilidade Social do Ciesp-Campinas, Regina Migliori,
também consultora da Unesco e do Banco Mundial e membro do Instituto de Estudos
do Futuro da Universidade do Meio Ambiente e Cultura da Paz da Secretaria do
Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, afirmou que a agenda de trabalho do
Fórum pretende estabelecer um repertório de boas práticas, instrumentalizar os
municípios e ao longo do ano tirar um material (diretrizes) que possam ser
compartilhados pelos secretários de Educação. “Pretendemos um diálogo
amplo com a sociedade, com diferentes interlocutores”, diz. Regina afirmou
que no início de dezembro esse material deverá ser apresentado no
Ciesp-Campinas.

O Fórum
está estruturado de forma a debater amplamente as possibilidades de ação em
torno de objetivos, como aprimorar a qualidade da educação básica nos 19
municípios que integram a Regional Campinas do Ciesp. Tem como proposta
colaborar para a instrumentalização nesses municípios sobre novas abordagens de
desenvolvimento humano e atualização de questões de educação em relação às
demandas do cenário atual, no que diz respeito a cidadania planetária e à
formação dos futuros profissionais.

O fórum
foi implantado no dia 24 de junho com
as presenças do vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, de
diversos secretários de Educação de municípios, diretores do Sesi e Senai,
diretores de Ensino e de Secretarias de prefeituras e representantes da Câmara
de Campinas.

O vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira (PSDB), elogiou
a iniciativa da entidade. “Hoje é o início de um trabalho que começa com
muita qualidade e alto nível, abordando um tema dos mais importantes. A
educação em valores trata o ser humano de uma forma ampla. Isso demonstra o
engajamento do Ciesp-Campinas”, acrescentou.
 
Foto 1 – Diretor titular do Ciesp Campinas José Nunes Filho.
 
Foto2 – Vice prefeito de Campinas, Henrique Magalhães |Teixeira, o diretor do Ciesp José Nunes Filho e o diretor do departamento de sustentabilidade do Ciesp Campinas, Luiz Fernando Bueno.
 
Crédito – Roncon & Graça Comunicações

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ROBERT GIBBS, HEAD DE RH DA NASA, É UM DOS NOMES CONFIRMADOS DA SHARE CONFERENCE 2019

Pelo segundo ano consecutivo, a Share Conference chega à Campinas (SP) para proporcionar uma verdadeira …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn