CIESP FECHA PARCERIA COM CTI RENATO ARCHER

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) regional Campinas assinou uma carta de intenções com o Centro de Tecnologia da Informação (CTI) Renato Archer com sede em Campinas (SP) para desenvolverem ações conjuntas beneficiando as empresas associadas ao Ciesp com foco em inovação e tecnologia. O diretor titular do Ciesp Campinas, José Nunes Filho, disse que a ideia é levar cada vez mais os empresários da região para conhecer o que é gerado de tecnologia para que eles possam aumentar o seu nível de tecnologia  e de inovação agregando valor ao seu produto final. “Uma das intenções dessa parceria tem como finalidade educar o empresário a usar a tecnologia, usar a inovação para agregar valor ao seu produto e também dar acesso a ele a isso, pois muitas vezes pela falta de informação ele não tem acesso. O Ciesp  como representante das indústrias na região pretende fazer essa ligação entre o CTI Renato Archer e o demandador final que é a indústria”, disse.
O diretor geral do CTI Renato Archer, Vitor Mammana, disse que o CTI está num momento de crescimento muito grande e é importante poder através dessa parceria se aproximar da indústria. “Isso permite que chegue para nós as demandas da indústria em termos das tecnologias que são necessárias e em termos de política industrial conhecer o que é necessário alterar na legislação e poder levar isso ao governo federal mais diretamente. Essa nossa aproximação com o Ciesp tem um papel muito importante dentro dessa política nacional que é o Brasil Maior, que é uma política industrial  para o país que hoje está movimentando todo o governo e está gerando muitos resultados positivos”, declarou.
O diretor geral do CTI Renato Archer disse que dentro do Programa Brasil Maior está inserido o programa TI Maior que busca permitir que a indústria brasileira que produz softwares e hardwares na área de Tecnologia da Informação (TI) tenha benefícios ao atender as compras governamentais.
Vitor Mammana destacou também as ações desenvolvidas pelo governo federal no sentido de dar acesso também à população à área de ciência e tecnologia. Ele destacou que está prevista a instalação do Instituto Federal São Paulo para a formação de Recursos Humanos na região de Campinas num perfil mais voltado para atendimento a indústria. Esse Instituto está sendo colocado nos bairros de mais baixa renda na cidade. Além disso, está sendo feito um estudo para estabelecimento do Centro Vocacional Tecnológico na região de Campinas com o objetivo de levar ciência e tecnologia para a população. Dentro dessa linha o CTI promove no dia 15 de outubro a semana nacional de ciência e tecnologia que é uma ação muito importante do governo federal no sentido de aproximar e esclarecer a população sobre o tema.
Vitor Mammana destacou também a política nacional dos direitos da pessoa com deficiência voltada para o campo social  e que hoje atende 45 milhões de pessoas. Em julho o CTI Renato Archer ganhou o Centro Nacional de Referência em Tecnologia Assistiva (CNRTA), uma ação do Programa “Viver sem Limite”, gerenciado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O investimento inicial previsto é de R$ 12 milhões e seu papel será articular uma rede formada por outras instituições e pelo setor industrial, mobilizando e fomentando a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologia assistiva para que bens e serviços tecnológicos sejam distribuídos massivamente no mercado, com custos acessíveis.
A iniciativa do Programa Viver sem Limite permitirá a formação de uma rede de pesquisa, desenvolvimento e produção de tecnologia para pessoas com deficiência, visando plena inserção na sociedade, mais autonomia e melhor qualidade de vida

O Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer é uma unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) que atua na pesquisa e no desenvolvimento em tecnologia da informação. A intensa interação com os setores acadêmico, através de diversas parcerias em pesquisa, e industrial, em vários projetos de cooperação com empresas, mantém o CTI no estado da arte em seus principais focos de atuação, como a área de componentes eletrônicos, microeletrônica, sistemas, software e aplicações de TI, como robótica, softwares de suporte à decisão e tecnologias 3D para indústria e medicina.

crédito da foto: Roncon & Graça Comunicações


Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PILZ DO BRASIL PROMOVE WORKSHOP GRATUITO SOBRE SEGURANÇA EM ROBÔ COLABORATIVO EM SÃO PAULO

A multinacional alemã fabricante de produtos para as áreas de segurança e automação industrial, Pilz …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn