CIRURGIAS GINECOLÓGICAS SEM CORTES

Retirada de miomas e pólipos, correção de incontinência urinária e prolapsos uterinos, laqueadura tubária, remoção de útero e tumores benignos são alguns procedimentos ginecológicos que levam um grande número de mulheres a passar por cirurgia todos os anos.Fotos Dr. Alexandre Guilherme Rossi

Mas hoje a terapêutica dessas patologias está sendo revolucionada pela técnica de utilizar a vagina como orifício natural, afastando com isso a necessidade de cortes e até mesmo outros tratamentos alternativos, como a laparoscopia.

Um dos pioneiros desse método no Brasil, o doutor Alexandre Guilherme Rossi, aponta vantagens como a rápida  recuperação e a total ausência de cicatrizes, ao contrário do que ocorre até mesmo quando se opta pelas festejadas cirurgias robóticas. “Tanto o pós-operatório sem sangramento,  infecção e outras complicações, quanto a   convalescência da paciente são muito melhores”, explica o médico, cujas especialidades incluem cesariana minimamente invasiva e reconstituição de assoalho pélvico pós-parto normal.

Alexandre Guilherme Rossi é  especialista em Ginecologia e Obstetrícia; Mestre em Ginecologia pela Universidade  Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM), Doutor em Ginecologia pela UNIFESP-EPM e Diretor da Clínica Rossi.

Foto: Ginecologista e Obstetra, Alexandre Guilherme Rossi.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CINCO DICAS PARA TRANSFORMAR UMA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM EMPREGO FIXO

Todos os anos, entre setembro e dezembro o país vive um momento de otimismo econômico. …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn