CONCURSOS PÚBLICOS DEVEM SER PROMISSORES EM 2020

Os concursos públicos atraem muitos brasileiros pelos altos salários, estabilidade e o prestígio ganho com o cargo. Para conseguir ser aprovado, é comum que os participantes se dediquem por anos aos estudos, às vezes até abdicando da vida pessoal para focar especificamente na prova.

Para 2020, algumas mudanças devem ser feitas nos concursos. Isso porque o presidente Jair Bolsonaro, junto com Paulo Guedes, ministro da Economia, prometem entregar uma reforma administrativa que mexe, entre outras coisas, com as regras do funcionalismo, limitando a estabilidade e, provavelmente, baixando os salários oferecidos nos cargos.

A reforma será feita em nome da contenção de gastos públicos e do desequilíbrio fiscal da União. O Orçamento do ano prevê um gasto de R$ 336,6 bilhões com os servidores que já estão nos cargos. Essa é a segunda maior despesa, atrás apenas dos gastos previdenciários.

Ainda assim, especialistas afirmam que os concursos 2020 serão promissores. No decorrer do ano serão abertas vagas em áreas diversas, como nas carreiras policiais, fiscais, em tribunais e em órgãos que possuem déficit de servidores.

Um concurso que chama atenção este ano é o do Senado Federal, que obteve autorização para abrir 40 vagas para cargos efetivos de técnico, advogados, engenheiros e analistas. A remuneração máxima pode chegar a R$ 32 mil. Além disso, o governo autorizou até 51.391 vagas em órgãos do Executivo, Legislativo e Judiciário. Destas, 45.816 são para provimento (postos que já existiam e precisam de novos servidores por causa de morte ou aposentadoria dos antigos ocupantes) e 5.575 serão criadas.

No momento, já existem concursos com períodos de inscrições abertos, como para a Secretaria Municipal de Gestão de Santos, Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul e a Câmara Municipal de Santos, com vagas de níveis médio, técnico e superior.

Otimismo na área

Para Gabriel Granjeiro, diretor-presidente do Gran Cursos Online, em 2020 haverá muitas chances para quem pretende prestar concursos, já que a máquina pública e o formato federativo do Brasil contribuem para a abertura de novos processos. Assim como os debates sobre a nova reforma, que possui pontos desconhecidos até o momento, não devem gerar muitas preocupações aos concurseiros.  “O governo deve fazer propostas bem mais agressivas de reformas para depois negociar, e se houver mudanças em relação à progressão de carreira e outros aspectos, o serviço público ainda será sempre muito atrativo, mais do que a iniciativa privada no contexto atual”, afirma Granjeiro.

Foto: Concurso público.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

GUIABOLSO CONNECT APRESENTA NOVAS FUNCIONALIDADES

Lançado em janeiro deste ano, o Guiabolso Connect, serviço B2B do Guiabolso, vai oferecer novas …

Facebook
Twitter
LinkedIn