CPqD INTEGRA LABORATÓRIO MULTI INSTITUCIONAL ÁGORALAB

O CPqD
passou a fazer parte do ÁgoraLab, laboratório multi-institucional criado com o
objetivo de produzir e compartilhar tecnologias e conhecimento voltados para o
conceito de cidades inteligentes humanas (human smart cities), segundo o qual
as pessoas são os principais atores do desenvolvimento urbano.

Concebido
como um laboratório distribuído, o ÁgoraLab tem como estratégia o
aproveitamento das competências de universidades, centros de pesquisa e
empresas no desenvolvimento de projetos que utilizam a tecnologia para melhorar
a experiência humana nas cidades de hoje e do futuro. No caso do CPqD, o foco
são projetos envolvendo tecnologias de comunicação, sensores, identificação por
radiofrequência (RFID), georreferenciamento, aplicações móveis sem fio e smart
grid (redes inteligentes), entre outras. “São
áreas de conhecimento que ajudam a elevar a qualidade dos serviços oferecidos
ao cidadão em suas atividades rotineiras”, afirma Alberto Paradisi, diretor de
Gestão da Inovação do CPqD e, também, um dos diretores do ÁgoraLab. Segundo
ele, a aplicação de tecnologias ao conceito de Internet das Coisas, por
exemplo, contribuirá para melhorar a mobilidade urbana ou o acesso a serviços
de saúde. “A tecnologia entra como habilitadora para o melhor uso dos recursos
e melhor qualidade de vida nas cidades”, explica Paradisi.

Além do
CPqD, o ÁgoraLab possui bases na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC),
em Florianópolis, que se dedica a questões relacionadas à gestão do conhecimento,
governo eletrônico, Big Data e Business Intelligence, e na PUC-Rio de Janeiro,
que deverá cuidar de aspectos como urbanismo, comportamento social, indústria
criativa e promoção do empreendedorismo.
Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

TOLEDO DO BRASIL OBTÉM, PELO TERCEIRO ANO CONSECUTIVO, ZERO NÃO CONFORMIDADE NA AUTORIA DO SGI

Pelo terceiro ano consecutivo, a Toledo do Brasil, líder no País em soluções de pesagem …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn