CRESCE A EXPECTATIVA POSITIVA DA INDUSTRIA DA REGIÃO DE CAMPINAS DE RETOMADA DOS NEGÓCIOS

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) regional Campinas, apresentou pesquisa online (via internet) nesta terça-feira (25/08), avaliando os efeitos de cinco meses de pandemia da Covid-19 na indústria regional.  O diretor do Ciesp-Campinas, José Nunes Filho, afirmou que a expectativa das empresas associadas na retomada dos negócios aumentou, quando comparada com meses anteriores. Na pesquisa de julho, 45% dos associados afirmaram acreditar na retomada dos negócios ainda em 2020 e agora em agosto, esse número cresceu para 52%. Outro indicador positivo apontado na pesquisa de agosto é a expectativa de 72% dos respondentes retornarem ao pleno desempenho dos negócios no período de até seis meses, após o controle da Covid-19. Em julho, 61% das empresas acreditavam na retomada nesse mesmo período.

O diretor do Ciesp-Campinas explicou que mesmo com as dificuldades que ainda persistem, conforme indicam os números dessa sondagem industrial – 70% das empresas foram afetadas pela pandemia e 68% registraram quedas nas vendas. “O pessimismo já não é tão grande e devemos iniciar um processo de recuperação nos próximos meses”, avalia Nunes. O diretor do Ciesp Campinas citou como exemplo, a retomada na construção civil, segmento altamente empregador e que deve gerar um efeito positivo para toda a cadeia produtiva. O pacote federal para a retomada econômica e a continuidade das reformas estruturais ainda em 2020 são dois pontos relevantes para a atividade econômica voltar a crescer, na avaliação do diretor.

A pesquisa de sondagem industrial do Ciesp-Campinas indicou ainda que durante o primeiro semestre de 2020 cerca de 68,4% das associadas adotaram o home office para seus colaboradores e 76,3% delas realizaram campanhas de informação e prevenção e medidas extras de higiene em razão da Covid-19.  Avaliando o primeiro semestre de 2020 em relação ao número de colaboradores – 32% das empresas apontaram redução de pessoal, 52% delas não tiveram alteração nos seus quadros e 9% registraram aumento.

O diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, afirmou que a partir dessa pesquisa, a entidade apresenta o Panorama Regional de Comércio Exterior, com dados ampliados, análises e indicadores de comércio exterior dos municípios que compõem a Regional Campinas.

Anselmo Riso afirmou que em julho as exportações foram de US$ 199,8 milhões, 35,3% menor que no mesmo mês em 2019, que foram US$ 308,9 milhões. Já as importações em julho registraram US$ 899 milhões, 17,4% menor, que em 2019, que foi de US$ 1,088 bilhão.

A corrente de comércio exterior que é a soma das exportações e importações da região de Campinas em julho foi de US$ 1,098 bilhão, 21,3% menor que o registrado em julho de 2019 que foi de US$ 1,396 bilhão. No acumulado de 2020 de janeiro a julho, a corrente de comércio exterior foi de US$ 6,967 bilhões, 15,2% menor que no acumulado de 2019 que foi de US$ 8,218 bilhões.

 

Foto: Diretor do Ciesp Campinas, José Nunes Filho.

Crédito: Arquivo Roncon & Graça Comunicações.

 

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CAMPINAS GANHA NOVO EMPREENDIMENTO DE NOVO PADRÃO

Reconhecida há 55 anos pela pontualidade na entrega de empreendimentos, a construtora A.Yoshii acaba de …

Facebook
Twitter
LinkedIn