DADOS DO CAGED APONTAM QUE CAMPINAS TEVE 912 CONTRATAÇÕES E RMC, 2.871 POSTOS DE TRABALHO EM AGOSTO

Com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), avaliação do departamento de Economia da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) aponta que, em Campinas, ocorreram em agosto de 2019, 912 contratações, no acumulado do ano foram 2.871 postos, e nos últimos 12 meses, 2.627 contratações.  Em agosto de 2018 foram 874 contratações no mesmo período, 38 a menos que em agosto de 2019, no acumulado do ano de 2018 foram 5.208 contratações, com menos 2.337 vagas em 2019, uma redução de 44,87%, e no acumulado dos últimos 12 meses foram 1.055 contratações a menos em relação a 2018.

Região Metropolitana de Campinas

Na Região Metropolitana de Campinas (RMC) foram contratados 2.727 trabalhadores em agosto deste ano, que acumulou de janeiro a agosto, 16.154 contratações, perfazendo nos últimos 12 meses 12.707 contratações.

Em agosto de 2018 foram contratados 2.332 trabalhadores, que comparado aos 2.727 postos contratados agora em agosto de 2019, resulta em um acréscimo de 16,94% nos postos de 2019.  No acumulado do ano 2019 X 2018, também houve um acréscimo de 32,31% nos postos de 2019.  Nos municípios da RMC, no acumulado de 2019 foram contratados 16.154 trabalhadores contra os 12.209 contratados em 2018.

As cidades que mais contrataram foram: Campinas com 2.871, Indaiatuba com 2.796, Paulínia com 1.272, Santa Bárbara D’Oeste com 1.393, Sumaré com 1.335, Vinhedo com 1.182, Itatiba com 960, Nova Odessa com 881, Americana com 848 e Hortolândia com 794.

As piores foram Jaguariúna com 46 vagas eliminadas e Morungaba com redução de 35 postos de trabalho. Engenheiro Coelho apresentou a menor recuperação em postos de trabalho com 12  vagas. “Os dados atuais podem demonstrar uma melhoria para o desenvolvimento do nível de emprego na RMC e em Campinas, ajudando a reduzir o desemprego que está em torno de 10,0% da PEA, e isso, juntamente com o ingresso de renda neste final de ano, melhora um pouco o poder de compra do consumidor, que poderá consumir um pouco mais neste Natal, que deve ser mais positivo que o do ano passado”, avalia o economista da ACIC, Laerte Martins.

Ele destaca ainda que o nível de emprego em Campinas está muito afetado, pois desenvolve-se bem menos que o nível da RMC, apesar do grande parque industrial e comercial que o município oferece.

Brasil

Os números do CAGED de agosto de 2019 apresentaram em nível Nacional a contratação líquida de 121.387 trabalhadores, que avaliada em relação a agosto de 2018, que foi de 110.431 contratações, mostra um crescimento de 9,92%.

No acumulado do ano (janeiro a agosto) de 2019, foram contratados 593.467 trabalhadores contra 568.551 postos, uma expansão de 4,38%.

Em relação aos últimos 12 meses foram 530.396 contratações contra as 356.852 de 2018, uma bela expansão de 59,32%, o que mostra indicadores de recuperação no nível de Empregos no País.  As melhores contribuições no acumulado do ano foram: os Serviços, a Indústria, a Construção Civil e a Agropecuária, que totalizaram juntos 624.967 contratações de Janeiro a Agosto de 2019.

 

Foto:  Economista da ACIC, Laerte Martins.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SETEMBRO AMARELO, UMA LUZ DE ESPERANÇA

ARTIGO DO PADRE LUIZ ROBERTO TEIXEIRA DI LASCIO “Quando setembro vier” é uma belíssima música …

Facebook
Twitter
LinkedIn