EMPRESAS BUSCAM TECNOLOGIA COM A CHEGADA DA LGPD

Com a chegada da entrada em vigor da nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) em agosto deste ano, empresas seguem despreparadas para arcarem com as novas obrigações que ela traz. Por isso, muitas estão correndo atrás de soluções que possam acelerar o processo e prepará-las para os novos desafios do compliance digital.

O cenário brasileiro é um desdobramento de regulamentações internacionais, como o General Data Protection Regulation (GDPR), da União Europeia, na qual a LGPD é baseada. Ambas estabelecem boas práticas e orientações para programas de Compliance e proteção de dados em empresas. Uma empresa que está se dedicando a ajudar empresas a enfrentarem as mudanças é a startup brasileira clickCompliance, que desenvolveu um software para esta finalidade. “Tanto a Lei Anticorrupção de 2013, quanto a LGPD dizem que podem ser solicitadas às empresas evidências sobre a existência e a eficácia do programa de compliance”, explicou Marcelo Erthal, CEO do clickCompliance. “Por isso, focamos em registrar dados que comprovem às autoridades que a empresa, através do nosso software, tem se esforçado para oferecer treinamentos de ética e anticorrupção, que tem cobrado o aceite em políticas e que tem a participação da alta administração no programa”, completou.

O clickCompliance automatiza a apuração de denúncias, o envio e a cobrança de aceites em políticas corporativas (além de comprovar que o funcionário entendeu a política antes de aceitar), distribui e cobra treinamentos de ética e anticorrupção de grupos de funcionários, tem um chatbot que usa inteligência artificial para tirar dúvidas dos funcionários e tem um canal de denúncias web. “Todos esses processos e o registro deles comprovam que a empresa está empenhada em cumprir com as novas obrigações da LGPD e que comunicam aos funcionários a importância da proteção de dados”, continuou Erthal. “Em momentos como o que estamos vivendo de grandes mudanças na forma de empresas administrarem seus negócios, é preciso que elas aproveitem as ferramentas tecnológicas disponíveis para ajudar no processo de adaptação”, completou.

A ferramenta é hospedada na nuvem da Microsoft, o Azure. Isso permite que o sistema use diversas medidas de segurança da Microsoft na proteção da conta e dos dados da empresa. O software também integra com o Google G Suite e o Office 365, característica inédita no Brasil. Com isso, mudanças no quadro de funcionários são sincronizados automaticamente com o sistema, e o profissional não precisa fazer nada para que atividades sejam cobradas dos funcionários que entraram ou mudaram de área.

 

Foto: Marcelo Erthal, CEO do clickCompliance.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

MESMO SEM FUNCIONAR, LOJISTAS DE SHOPPINGS DE CAMPINAS RECEBEM COBRANÇA

Com as atividades suspensas inicialmente até o final de abril, como medida de segurança para …

Facebook
Twitter
LinkedIn