ESTUDO APONTA AS OPORTUNIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO E PARA O SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL

A Saber Fazer Marketing & Negócio, especializada em inteligência do mercado imobiliário, apresentou um estudo sobre o déficit habitacional e as oportunidades para o mercado imobiliário diante do desafio de prover moradias nas mais diversas cidades do Estado de São Paulo e da Região Metropolitana de Campinas.

O especialista em marketing, inteligência do mercado imobiliário e executivo da Saber Fazer Marketing & Negócio, Eli Gonçalves, disse que foi criado um conceito novo chamado  Fator Oportunidade que é o coeficiente  formado pela participação percentual da cidade no déficit habitacional de todo o Estado dividido pela participação percentual da cidade na vacância habitacional de todo o Estado. Segundo ele, o índice é baseado na clássica lei da oferta e da demanda. Quanto maior a participação no déficit (demanda) e menor a participação na vacância (oferta) maior é o fator oportunidade para explorar a região. “Todos os agentes do setor imobiliário e da construção civil podem se beneficiar disso. Os que constroem, os que vendem, os que desenvolvem projetos e a administração pública, pois todos eles podem se planejar em suas respectivas atividades para planejar que frente de negócios eles vão explorar com maior dedicação baseado nesses estudos que mostram os tamanhos desses déficits, ou mesmo, esses do fator oportunidade ao longo de diversas cidades e por variadas faixas de renda. A administração pública, por sua vez, consegue planejar melhor a sua política habitacional”, explica.

Os dados brutos são oriundos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)  e da Fundação João Pinheiro. “A gente pega essas informações trata internamente, gera novos cálculos e consegue chegar a esse ranking”, diz.

Eli Gonçalves disse que observando essa relação dupla entre alta demanda e baixa oferta se destacam no ranking fator oportunidade as cidades de Santa Bárbara d’Oeste, na 31ª posição; Cosmópolis, na 41ª posição e Hortolândia na 47ª posição dentre os 645 municípios do Estado de São Paulo.

Analisando o fator oportunidade para Campinas e levando em conta todas as faixas de renda, o município ocupa a posição 134 no Estado de São Paulo e está no top 25% do fator oportunidade. “Quando a gente olha esse fator oportunidade para Campinas quebrando por faixa de renda, a gente percebe algumas nuances. A melhor posição  de Campinas no fator oportunidade está na camada que ganha mais de 10 salários mínimos. Nesta faixa, o fator oportunidade coloca  Campinas na posição número 17 das 645 cidades. É a melhor posição de Campinas dentre as diversas faixas de renda nesse ranking fator oportunidade. Há um potencial considerável para se trabalhar com empreendimentos imobiliários para mais de 10 salários mínimos”, destaca.

No caso de Jundiaí foi observado um fato curioso. Jundiaí no ranking do fator oportunidade com faixa de renda  superior a 10 salários mínimos está na posição de número 10, no entanto, em função da crise econômica a classe média de Jundiaí se retraiu bastante em aquisições. Apesar do alto potencial, na prática entre os anos de 2015 e 2017, as compras de imóveis para esse público se retraíram consideravelmente e foi se recuperar recentemente”, diz.

No ranking do fator oportunidade para a faixa superior a 10 salários mínimos, duas cidades da região metropolitana de Campinas (RMC) também se destacam. A cidade de Pedreira ocupa a posição 16 e Paulínia a posição 6 entre todos os municípios do Estado de São Paulo.

A cidade de Jaguariúna  teve destaque no ranking de déficit habitacional ligado a demanda em todas as faixas de renda, ocupando a 18ª posição no Estado. A cidade também aparece como melhor colocada na RMC no déficit habitacional de zero a três salários mínimos, ocupando a 4ª posição no estado. As outras duas cidades da RMC que se destacam nesta faixa popular de renda são Paulínia em 7º lugar e Indaiatuba na 8ª posição.

 

Foto 1 – Obra de construção civil.

Foto 2 – Especialista em marketing, inteligência do mercado imobiliário e executivo da Saber Fazer Marketing & Negócio, Eli Gonçalves.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AFINZ FECHA PARCERIA COM CENTRO ODONTOLÓGICO VOLTE A SORRIR PARA EMIOSSÃO DE CARTÃO DE CRÉDITO

A Afinz, plataforma de soluções financeiras e de cuidado, de A a Z, anuncia parceria …

Facebook
Twitter
LinkedIn