FHINCK FICA EM 1º LUGAR NA CATEGORIA PRODUTIVIDADE DO RANKING 100 OPEN STARTUPS

A Fhinck, startup de tecnologia focada em aumentar a produtividade e eficiência dos processos de negócios, ficou em primeiro lugar, na categoria Produtividade, e em segundo, na classificação geral do Ranking 100 Open Startups, que tem como objetivo reconhecer as startups mais atraentes e promissoras, de acordo com o mercado corporativo brasileiro. O estudo anual, divulgado na última quarta feira (4/7), em evento no CUBO, em São Paulo, foi realizado pelo Movimento 100 Open Startups, que visa fomentar o relacionamento de grandes companhias com startups.Fhinck unnamed (4)

Para se qualificar e entrar no ranking, que este ano envolveu 4.600 startups ativas, uma startup precisa ter se engajado nos desafios de inovação propostos pelas empresas e ter conseguido obter pelo menos três contratos ou matches com três diferentes companhias. O resultado apresenta a lista com as 100 startups que conseguiram mais relacionamentos com empresas-clientes e que estão prontas para receber investimentos.

Para Paulo Castello, CEO da Fhinck, estar entre as primeiras do ranking evidencia que o mercado tem demandas em relação a produtividade operacional e está em busca de soluções de Inteligência Artificial. “Além disso, este reconhecimento mostra um sinal de maturidade da Fhinck, pois estamos crescendo pelos nossos clientes e não pelos investimentos. Este é um prêmio baseado em cálculo de maturidade e relevância da startup no mercado e para as grandes empresas, e isso nos mostra que estamos no caminho certo”, afirma.

Este ano, o estudo também incluiu as TOP OpenCorps, que destacou as dez companhias mais engajadas no relacionamento com startups (Top10) e as Top50, selecionadas entre as 800 grandes empresas participantes.

Fundada em 2015, a Fhinck é uma startup brasileira de tecnologia focada em aumentar a produtividade e eficiência dos processos de negócios. Localizada no Campus São Paulo, A Google Space, na cidade de São Paulo, a startup usa a Inteligência Artificial para monitorar processos e identificar, automaticamente, oportunidades para melhorias e aumento da produtividade nas operações de backoffice.

Dentre os trinta clientes atendidos, de diferentes setores da economia, estão: Accenture, Atento, Assaí, Piracanjuba, Oncoclinicas, Wilson-Sons, EMS, Sallero, Interfile, Minerva Foods, Dasa, Banco Votorantim, OLX, International Paper, Serasa Experian, Unilever, Bunge, Kantar Ibope, Falconi, EloGroup, Everis.

Foto: Cláudio Ferreira, CDS e co-fundador; Sarah Hirota, COO e co-fundadora; e Paulo Castello, CEO e fundador da Fhinck recebem a premiação.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS GANHA SALA VIP NO TERMINAL DE PASSAGEIROS

A AMBAAR Lounge, em parceria com a Airport Dimensions, abriu nesta quarta-feira (01/12) o primeiro …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn