GLOBAL STUDY LANÇA FORMATO DE FRANQUIA PARA CIDADES DO INTERIOR

Nos últimos anos, a franquia de intercâmbio Global Study se consolidou por seu crescimento sustentável e passou a ganhar maior notoriedade nacional, graças a sua atuação nos principais centros urbanos dos pais. Agora, no intuito de expandir ainda mais seus negócios, aumentar a visibilidade da marca e, principalmente, democratizar o acesso ao intercâmbio para estudantes de cidades menores, a marca está lançando seu novo modelo de negócio, a Global Study City, modalidade que visa atingir cidades com até 300 mil habitantes.melbourne-926x411

O mercado de intercâmbio tem crescido muito. Nos últimos 10 anos, a quantidade de intercambistas brasileiros quadruplicou, de acordo com dados divulgados pela Belta (Brazilian Educational & Language Travel Association). E, por isso mesmo, o segmento se tornou repleto de oportunidades, principalmente, nas pequenas cidades. Pois, foi pensando principalmente nelas que a marca criou o novo  modelo. “As cidades pequenas tem um grande potencial de consumo, mas, muitas vezes, não comporta uma grande loja, que exige investimentos mais elevados. Por este motivo, desenvolvemos um formato mais enxuto, que possa ter um retorno de investimento mais rápido e capaz de ser implantado em qualquer lugar”, explica Flávio Imamura, sócio fundador da marca.

A estratégia se alinha ao propósito da empresa de democratização do acesso ao intercâmbio. Ao longo dos seus 10 anos de atuação no mercado, a Global Study cumpriu esse ideal oferecendo a estudantes de todo o país pacotes com parcelas que cabem no bolso de quem busca novas oportunidades, tanto na vida profissional, quanto pessoal. Agora, a ideia é ganhar ainda mais escala com a regionalização.trabalhar-irlanda-02-926x411

Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), o faturamento do setor de franquias em 2016 foi de R$151 bilhões, 8% maior do que no ano anterior. Já para 2017, a previsão de crescimento é de 7% a 9%. Mas, se contrariando as expectativas do setor, muitas empresas amargaram prejuízos e retrações devido à crise econômica do país, na Global Study esse cenário passou longe. Nos últimos anos, a marca tem superado suas próprias metas, aumentando significativamente seu número de clientes, unidades franqueadas e, principalmente, seu faturamento.

Em 2015, a franquia cresceu 150% em comparação a 2014, passando de R$ 4 para mais de R$ 10 milhões. No ano passado, manteve a taxa de crescimento esperada, apresentando um aumento de 40% no faturamento. Para 2017, a expectativa é manter esse mesmo percentual de crescimento. “Estamos muito felizes com os resultados que temos alcançado. Não há maior satisfação do que ver várias unidades superando seus recordes de venda e, ao mesmo tempo, observar o impacto causado na vida pessoal e profissional dos nossos clientes. Nossa expectativa com o lançamento da Global Study City é justamente replicar esse modelo de sucesso para as cidades do interior do país”, afirma Imamura.

Dentre os fatores responsáveis pelo excelente desempenho da marca está o investimento contínuo em seu modelo de gestão. A rede realiza melhorias constantes em seus processos, visando a excelência em todos os setores da empresa, desde a escolha do franqueado até o acompanhamento final com o intercambista. “Não queremos crescer a qualquer custo. Precisamos manter a qualidade na nossa entrega e dos resultados”, defende o fundador, que está sempre acompanhando a expansão da rede. “Não escolhemos um franqueado só porque ele tem capital. Não acreditamos que aumentar o número de unidades dessa forma seja um bom modelo para a rede. Por isso, sempre valorizamos o perfil do franqueado”, explica.

Neste ano, o processo de seleção está ainda mais rigoroso. Para garantir o crescimento sustentável da rede é realizada uma análise profunda sob os empreendedores que desejam comprar uma unidade. A exigência de perfil comercial é uma das principais requisições. “Investidores são bem vindos, mas precisam de um sócio operador com perfil desejado. Hoje mesmo, nossas duas melhores unidades são de franqueados que não tinham todo o capital necessário, mas tinham muito potencial”, diz Imamura. Além desse perfil comercial, a equipe de expansão também analisa qual o nível de experiência do candidato sobre gestão de pessoas, como é o seu comportamento perante a adversidade, a intensidade do seu poder de inovação e de que forma ele se adapta às mudanças do mercado. Imamura garante ainda que para o novo modelo os critérios não serão diferentes.

Com certeza, a estratégia têm se mostrado assertiva. Até o final desse ano, o plano é ampliar ainda mais a atuação da marca pelo país. ”O mercado de intercâmbio está crescendo muito e a Global Study mais ainda. Estamos sempre atentos às tendências do mercado e investimos em uma gestão diferenciada, que possibilita uma boa margem de lucro ao franqueado e grandes vantagens aos estudantes. O lançamento do formato City é só mais uma de nossas ações para garantir essa sustentabilidade, esteja a franquia onde estiver”, finaliza sócio-fundador.

Foto 1 – Intercâmbio para estudar em Melbourne na Austrália.

Foto 2 – Intercâmbio Irlanda.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

GRUPO AVANÇA CAMPINAS PROMOVE ENCONTRO COM PREFEITO DÁRIO SAADI

O Grupo Avança Campinas, formado por empresários de Campinas (SP), que tem por objetivo contribuir …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn