HACKATHON UNISYS-SENAI PREMIA JOVENS COM PROJETOS DE SEGURANÇA DIGITAL PARA A INDÚSTRIA 4.0

O Hackathon Unisys-Senai reuniu no dia 15 deste mês mais de 140 participantes entre equipes concorrentes, comissão julgadora, parceiros e convidados, na unidade do Senai em São Caetano do Sul (Grande São Paulo) para a realização da maratona de programação com foco em segurança digital para a Indústria 4.0. O evento foi promovido pela Unisys, empresa global de tecnologia da informação, em parceria inédita com o Senai-SP, e teve 14 equipes participantes, compostas por alunos do próprio Senai e de outras instituições de ensino, bem como profissionais de segurança da informação. “O grande objetivo de nosso Hackathon em parceria com o Senai-SP foi o de fomentar inovações na área de segurança digital. Uma de nossas missões como empresa é proteger as operações de nossos clientes por meio do uso de tecnologias de ponta, e, ao levar esse conhecimento a uma nova geração de jovens, estamos de alguma forma contribuindo para o crescimento e amadurecimento do mercado”, explica Marcos Santos, diretor de Marketing da Unisys para a América Latina.

A equipe vencedora, que levou para casa o prêmio de R$ 3 mil, foi a Santa Games, formada por graduandos e ex-alunos da Universidade de Santa Cecília (Unisanta), de Santos. Motasem Bechir El Malat (22), Gabriel Nacano (19), Marcos Rigueiral (21), Eduardo Costa Lopes da Silva Junior (24) e João Victor Fernandes Rodrigues (22) desenvolveram o projeto “Simulador de Incidentes na Industria Móvel (Siimo)”, um jogo de resposta a incidentes para smartphones, no qual os usuários interpretam diferentes papeis de atacante, vítimas e profissionais de segurança da informação, para trabalhar táticas de resposta e defesa. A aplicação utiliza um sistema de informação completo, com um servidor que se comunica por meio de um canal criptografado via SSL, aumentando a confiabilidade das informações. “Começamos o projeto com uma ideia inicial e fomos desenvolvendo até chegar no que conseguimos apresentar hoje, mas ainda estamos na fase de desenvolvimento e melhorias. Serão implementados muitos recursos, para que o projeto possa ser reapresentado como um software de alta qualidade com mais aplicações e acessos”, afirma Motasem Bechir El Malat, aluno do curso de Engenharia da Computação da Unisanta. “A experiência do Hackathon foi bastante gratificante, porque tivemos muito trabalho e também pudemos aprender muito. Sendo os campeões desse projeto, ficamos muito felizes e agradecidos pela iniciativa”, complementa Marcos Rigueiral, graduando de engenharia da computação da Unisanta.

Além do prêmio em dinheiro, o primeiro colocado terá a oportunidade de apresentar o projeto ao Board Executivo da Unisys na América Latina e também durante a grande de conteúdos do 3º Congresso Nacional de Segurança Cibernética, evento promovido pela FIESP no mês de novembro em São Paulo.

Em segundo lugar, com o prêmio de R$ 2 mil, ficou a equipe PwC CyberSec, formada por profissionais de segurança cibernética da PricewaterhouseCoopers (PwC). O time composto por Fernando Melchiori (33), Diego Canuto (30), Rodrigo Gusmão Cabral (40) e Manish Verma (39) desenvolveu o projeto Cyber Bull, que utilizou a plataforma Stealth(aware), da Unisys, para criar um ambiente residencial em nuvem seguro, com recursos de análise de tráfego, controle de aplicações, inspeção de SSL, entre outros recursos de controle, monitoração e segurança. O objetivo do projeto é proteger todo o tráfego externo, mediante à microssegmentação da rede, com interpretação dos tipos de dispositivos conectados, a fim de detectar qualquer comportamento anômalo do ambiente. “Foi uma grata experiência ver que essa garotada que está vindo aí está se dedicando a esses temas novos relacionados à Indústria 4.0, como IoT e segurança, porque eles são o futuro do que vai acontecer nos próximos anos. Ficamos muito felizes em vê-los se dedicarem a isso, investirem nisso, estarem preocupados com segurança. Isso é muito importante tanto para o futuro do País, quanto, de forma geral, para as indústrias”, comenta Rodrigo Gusmão Cabral, da PwC.

Na terceira colocação, a equipe vencedora do prêmio de R$ 1 mil foi a MauaThon, com o projeto Monitoramento e proteção. Guilherme Tabacow (20), Yohan Lafaeff (19), Gabriel Dicieri (22), Tamara Nubia Nunes (23) e Caio Petrelli Cominato (19) utilizaram a plataforma Stealth(aware), da Unisys, para criar uma simulação de incidente utilizando IoT. O projeto apresentou como exemplo o monitoramento de uma geladeira conectada, na qual a utilização de um sistema de segurança baseado em microssegmentação pôde prever e tratar possíveis incidentes na rede que poderiam afetar a operação do dispositivo. “Para nós, esse Hackathon representa o começo de uma atividade nova. Queremos participar desses projetos para tentar entender como está a indústria, como estão os negócios. Ter essa interação com profissionais da área significa muito”, afirma Caio Cominato, estudante de engenharia eletrônica do Instituto Mauá de Tecnologia. “Nossa participação no evento representa também como a gente vai se sair no futuro. É um treinamento legal, uma experiência muito diferente”, completa Guilherme Tabacow, graduando em engenharia da computação do Instituto Mauá de Tecnologia.

Além da premiação em dinheiro, as três equipes mais bem colocadas no Hackathon Unisys-Senai receberão uma mentoria para acelerar seus projetos no UpLab, espaço de inovação e empreendedorismo instalado na escola Senai Armando de Arruda Pereira, em São Caetano do Sul.

A Unisys é uma empresa global de tecnologia da informação que desenvolve ao redor do mundo soluções de alto desempenho e segurança para empresas e governos cada vez mais exigentes. As ofertas da Unisys incluem softwares e serviços de segurança; serviços de transformação digital e suporte; aplicações e serviços para a indústria; além de ambientes inovadores de operação de software para computação empresarial de alta intensidade.

 

Fotos 1 a 3 – Apresentação das equipes durante  o Hackathon Unisys-Senai.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL TEM NOVO DIRETOR PRESIDENTE

A Log-In Logística Intermodal, empresa 100% brasileira, de soluções logísticas, movimentação portuária e navegação de …

Facebook
Twitter
LinkedIn