IMPOSTÔMETRO ATINGE R$ 700 BILHÕES

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) alcançou nesta terça-feira (19), às 21 horas, R$ 700 bilhões em impostos federais, estaduais e municipais pagos pelos brasileiros desde 1º de janeiro deste ano. O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Rogério Amato, critica novamente a alta carga tributária. “Apesar de a crise mundial continuar ameaçando o desempenho da economia global e das projeções para o PIB (Produto Interno Bruto) recuarem este ano, os incentivos fiscais oferecidos pelo governo, como a redução do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) para manter as vendas de alguns setores produtivos específicos, a carga tributária brasileira não diminui, como atesta mais uma vez o nosso Impostômetro, ao bater R$ 700 bilhões. Portanto, este pode ser o momento para estimular os investimentos em produtividade, como meio de melhorar a competitividade dos nossos produtos e da nossa economia”, destacou.
Além dos impostos pagos pelos brasileiros para a União, é possível verificar também os impostos pagos pelos moradores de quase todos os municípios brasileiros. Neste montante de R$ 700 bilhões São Paulo pagou R$ 15 bilhões, Campinas (R$ 1,4 bilhão), São José dos Campos (969 milhões), Sorocaba (R$ 881 milhões), Santos (R$ 753 milhões), Ribeirão Preto (R$ 730 milhões), Jundiaí (R$ 707 milhões), São José do Rio Preto (R$ 478 milhões), Mogi das Cruzes (R$ 357 milhões), Taubaté (R$ 358 milhões), Bauru (R$ 356 milhões), São Carlos (R$ 276 milhões), Araçatuba (R$ 191 milhões) e Itapetininga: R$ 142 milhões.
O Impostômetro foi inaugurado em 20 de abril de 2005. Em 13 de setembro de 2011 o novo portal do Impostômetro (www.impostometro.com.br) foi colocado no ar. Nele é possível ver o quanto o País, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.
Pelo hotsite www.horadeagir.com.br cada cidadão pode deixar sua opinião por meio de comentários e vídeos. Pode também pressionar os deputados federais com o envio de mensagens por meio de um link para colocarem em votação e aprovarem o projeto de lei 1472/2007, que determina que o valor dos impostos seja discriminado nas notas fiscais.

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 117 anos de história, é considerada a voz do empreendedor paulistano. A instituição atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, tem estado sempre ao lado da pequena e média empresa, dos profissionais liberais, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços no País.

Sempre ao lado do empreendedor, a ACSP dispõe, além do seu prédio central, de 15 sedes distritais que mantêm os associados informados sobre assuntos do seu interesse, promovem palestras e buscam manter o foco nos problemas de cada região e nas soluções para cada caso.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PILZ DO BRASIL PROMOVE WORKSHOP GRATUITO SOBRE SEGURANÇA EM ROBÔ COLABORATIVO EM SÃO PAULO

A multinacional alemã fabricante de produtos para as áreas de segurança e automação industrial, Pilz …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn