IMPOSTÔMETRO VAI CHEGAR A R$ 1 TRILHÃO

O impostômetro, equipamento criado pela Associação
Comercial de São Paulo (ACSP) e que registra com segurança a quantia de
impostos pagos pelos brasileiros, alcançará a marca de R$ 1 trilhão, por volta
das 16h30 desta quarta feira (29), em recolhimento de impostos municipais,
estaduais e federais. O valor corresponde ao que os brasileiros já pagaram de
tributos somente neste ano. Se comparado ao ano passado, o impostômetro
alcançará R$ 1 trilhão com 15 dias de antecedência mostrando que a arrecadação
de tributos no Brasil não para de crescer, aumentando ano após ano.
Mas o que está sendo feito com essa quantia? Foi
revertida em benefício para a população? O que poderia ser feito de melhoria
para a sociedade? E a tal da reforma tributária? Enfim, a proposta é ouvir
especialistas em tributos e representantes de entidades que buscam alertar a
população brasileira sobre a alta carga tributária que incide em produtos e
serviços no país, para avaliar de que forma esse valor, de R$ 1 trilhão,
poderia ser revertido em benefício da população brasileira, formas de
fiscalização da cobrança de impostos e aspectos da gestão pública eficiente.
A Confederação Nacional dos Jovens Empresários
(Conaje) é uma das instituições que tem buscado criar um ambiente para discutir
a reforma tributária e provocar os consumidores a fiscalizarem a cobrança de
tributos e a correta aplicação por parte do governo. É por esse motivo que,
anualmente, a Conaje realiza, em parceria com entidades do movimento jovens em
todo o Brasil, o Feirão do Imposto. Neste ano, o evento será realizado no dia
15 de setembro, em 15 estados, mais de 200 cidades e no Distrito Federal.
Na ação nacional do dia 15, produtos serão expostos
pelos movimentos de jovens empresários nos estados, em parceria com a Conaje,
para evidenciar e mostrar a diferença dos preços com e sem impostos. 
Para
alguns itens em exposição, como carros e motos, por exemplo, os consumidores
interessados na compra sem tributos poderão preencher um cupom para concorrer
ao direito de aquisição. Até imóveis vão ser vendidos sem o peso de tributos.
Em várias cidades o consumidor poderá ainda abastecer o veículo com gasolina
sem a cobrança de impostos, ou seja, com redução no valor de comercialização na
bomba de até 53,03%, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de
Planejamento Tributário (IBPT).
A população que participar do Feirão do Imposto nos
estados e cidades brasileiras terá a oportunidade também de acompanhar a alta
carga tributária recolhida desde o dia 1º de janeiro no país. É que estará em
exposição o impostômetro, que registra a quantia
de imposto pago pelo brasileiro, seja por segundo, minuto, dia, hora, mês ou
ano, dividido ainda por município ou estado e outras possibilidades.
O projeto Feirão do Imposto foi criado em 2003, na
cidade de Joinville (SC) pelo Núcleo de Jovens Empresários da Associação
Empresarial de Joinville (ACIJ), que mobilizou a sociedade civil joinvilense
para informar e, sobretudo, educar a população a respeito do quanto se paga em
impostos. A partir dessa mobilização, o Feirão se tornou uma ação nacional,
desenvolvida anualmente pela Conaje para conscientizar se quanto se paga em
impostos e acompanhar a destinação dos tributos.

Estados já confirmados para a edição 2012
Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão,
Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio
Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. 
Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

MESMO SEM FUNCIONAR, LOJISTAS DE SHOPPINGS DE CAMPINAS RECEBEM COBRANÇA

Com as atividades suspensas inicialmente até o final de abril, como medida de segurança para …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn