INDAIATUBA PROMOVE SEMINÁRIO COM O TEMA “BOAS PRÁTICAS EMPESARIAIS, MOBILIDADE GLOBAL E OPORTUNIDADES”

A
Prefeitura de Indaiatuba (SP) através da Secretaria de Desenvolvimento realizou nesta
quinta-feira (11/04) o seminário “Boas Práticas Empresariais, Mobilidade Global
e Oportunidades”. O evento contou com a participação de aproximadamente 250
pessoas na maioria empresários locais e regionais. O objetivo da ação foi levar
informações referentes à migração de estrangeiros para o Brasil para trazer mão
de obra especializada.

Esteve
presente o prefeito em exercício, dr Antonio Carlos Pinheiro (PTB); o deputado Estadual,
Rogério Nogueira (PDT); o vereador da Câmara de Indaiatuba, Célio Massao
Kanesaki; o secretário de Desenvolvimento, Renato Stochi; o presidente da
Câmara Brasil-Alemanha, Thomas Tunnemann; o sócio diretor da Emdoc – Serviços Especializados
Ltda, João Marques Fonseca. Também acompanharam o evento a presidente do
Funssol, Enides Nogueira Lopes Cruz, o controlador geral do município, Admar
Martini; o secretário de Esportes, Humberto Panzetti, o secretário de Governo,
Odair Gonçalves e o ex-secretário de Desenvolvimento, Edmundo José Duarte.

O secretário
de Desenvolvimento de Indaiatuba, Renato Stoch, destacou que o intuito dessas
palestras é trazer informações, ideias novas, com pessoas que têm conhecimento
e vivencia no assunto. “Precisamos cada vez mais adquirir o conhecimento. Vamos
trabalhar ao longo do ano procurando trazer mais informações. Já temos
planejado uma palestra para o dia 7 de maio quando virá o presidente da concessionária
que administra o aeroporto de Viracopos, trazendo informações de oportunidades
de negócios e novas visões para o futuro”, disse.

O presidente
da Câmara Brasil Alemanha, Thomas Tunnemann, disse que o objetivo de um evento
como este é mostrar oportunidades de investimentos. “A Câmara se aproxima das
empresas promovendo eventos junto com a Emdoc visando o desenvolvimento
empresarial”, ressalta Tunnemann.

O
vereador Massao Kanesaki representou a Câmara de Indaiatuba e disse que esse
Seminário vem de encontro com a posição da cidade como primeira do Brasil em
qualidade de vida.

O
deputado Estadual Rogério Nogueira destacou o premio que Indaiatuba ganhou como
melhor em qualidade de vida. “Hoje somos um exemplo para o Brasil e isso também
é mérito dessa equipe que trabalha com o prefeito, Reinaldo Nogueira (PMDB). Lá
em São Paulo conseguimos ajudar o município com viaduto, asfalto, estrutura de
esgoto, casa populares e hospitais e uma o importante ação é a qualificação
profissional dos alunos do Ensino Médio por meio da Fiec, com mais de 300 horas
de inglês. Isso gera oportunidade da população ter uma melhor qualificação
profissional e aumentar a renda familiar”, enumerou o deputado.

O
prefeito em exercício, Dr. Antonio Carlos Pinheiro, salientou que é preciso
buscar os modelos na administração privada para inserir na administração
publica. “No mundo de hoje informação e conhecimento qualifica as pessoas e
precisamos dessas informações para inserir qualidade na gestão pública e
privada”, destacou.

A
primeira palestra foi ministrada pelo diretor secretário da Associação
Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Carlos Pastoriza, com o tema
‘Impacto das medidas governamentais e perspectivas para 2013’. O palestrante
discorreu sobre o atual cenário econômico brasileiro e as medidas que o governo
federal tem tomado para amenizar os impactos de juros e impostos. Pastoriza
falou sobre os pontos positivos e negativos da condição de pleno emprego, mas
com o PIB (Produto Interno Bruto) pequeno. A palestra encerrou falando sobre a
competição das empresas nacionais com as internacionais e os impactos desta
ação para o ramo empresarial.

A segunda
palestra com o tema ‘Políticas Migratória, Produção e Desenvolvimento’ foi
ministrada pelo secretário da Secretaria de Assuntos Estratégicos da
Presidência da República, Ricardo Paes de Barros. Antes o advogado e sócio da
Emdoc, Guilherme Dias fez um ‘Panorama Atual’ da migração no Brasil.

Dias
iniciou passando os tipos de vistos que há no mundo para o trabalhador
estrangeiro. Falou sobre as burocracias para analise e liberação do Ministério
do Trabalho a respeito do visto. Essa analise é relativamente rápida, com
aproximadamente 30 dias, mas há entraves que geram um tempo maior. Em seguida
Ricardo Paes destacou a educação e o desenvolvimento de Indaiatuba que geram
mão de obra qualificada. Iniciou o assunto principal da palestra, enfatizando
que o Governo brasileiro já melhorou os processos de migração, mas a sociedade
como um todo ainda não tem informações concretas sobre isso. Com o passar do
tempo o Brasil que tinha uma grande parte de mão de obra estrangeira atualmente
não tem, pois a população precisa ter o fluxo de ideias voltado para o
benefício de abrir as portas e ter talentos estrangeiros aqui.

Paes
realçou os pontos positivos em ter migrantes trabalhando no Brasil. “Promove a
inovação a partir do contraste entre visões e óticas distintas que podem trazer
inovações e vantagens com soluções criativas. Um estado mais aberto leva a um
pensamento mais aberto e é importante que o Brasil se abra mentalmente e tenha
maior competição no exterior, atraindo mais indústrias internacionais que
possam contratar pessoas com larga experiência”, diz.

Ricardo Paes
encerrou a palestra ressaltando que o Brasil precisa desta classe de
trabalhadores para ajudar no desenvolvimento do país e ressaltou que não há o
que temer com a entrada da mão de obra estrangeira e que todos precisam pensar
de maneira mais aberta.

A
terceira palestra foi ministrada pelo vice-presidente da Huawei, João Pedro de
Lima, com o tema ‘Ameaças e Oportunidades Comerciais Pós-Globalização’. A
palestra iniciou com a apresentação da globalização. Lima apresentou a teoria
Cauda Longa, que permitiu com que livros, músicas e diversos itens pudessem ser
acessíveis a grande massa e assim aconteceu a globalização de muitas marcas.
“Graças à internet e a tecnologia temos a oportunidade de vender em pouca quantidade
para o mundo todo. Hoje uma pessoa de casa, pode competir com uma empresa tanto
da manufatura como de serviços”, destaca Lima.

Durante o
evento foram apresentadas as formas de movimentar as mercadorias pela internet,
Lima afirma que isso ajuda na publicidade como um todo. “Para quem tem empresa
é importante deixar os produtos com fácil acesso e entrar nesta nova era da
informatização, agora estamos preparados para esta nova era”, diz o
palestrante. O mundo tem atualmente 2.4 bilhões de usuários de internet, só no
Brasil há 88 milhões de usuários de internet e 55 milhões de usuários de
smartphones que é o grande futuro da era tecnológica.

Lima
apresentou diversos gráficos mostrando como a tecnologia esta avançando no país
e o aumento de tecnologia e aplicativos avançados que tornam o mundo cada vez
mais globalizado. Concluindo o assunto o palestrante disse que hoje em dia esta
mais fácil para o consumidor encontrar e comprar produtos em qualquer lugar no
mundo. “Ainda há muita coisa para ser feita. Este ciclo está mais rápido e
abrangente e quem não acompanhar corre o risco de ficar para trás”, finalizou.

Fotos: Seminário “Boas Práticas Empresariais, Mobilidade Global e Oportunidades”
Crédito: Eliandro Figueira ACS/PMI

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

BENNER EXPANDE SUAS SOLUÇÕES PARA O MERCADO JURÍDICO COM SERVIÇOS INTEGRADOS

Com o objetivo de contribuir para a eficiência jurídica das organizações, a Benner, companhia brasileira …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn