NÍVEL DE EMPREGO CRESCE 127% NA REGIÃO DE CAMPINAS

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) referentes a agosto de 2020 mostram boa recuperação no nível de emprego na Região Metropolitana de Campinas (RMC) com a geração de 6.211 postos de trabalho, dos quais 1.838 apenas em Campinas. Na comparação com agosto de 2019, quando foram criadas 2.727 vagas, a variação positiva é de 127,8% na região e de 50% em Campinas que registrou 1.838 postos no ano passado.

O Índice de Desemprego em relação à População Economicamente Ativa (PEA) de 2020 é de 2,93% a mais se comparado a 2019. “O impacto da Covid-19 foi negativo, fazendo com que o índice de desemprego evoluísse de 10,58% em 2019 para 13,51% em 2020. A variação na RMC foi de 218.740 (de janeiro a agosto de 2019) para 282.531 (mesmo período de 2020), o que representa uma expansão de 26,16% e 63.791 trabalhadores desempregados”, informa o economista Laerte Martins, diretor da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC).

Em Campinas, considerando apenas a comparação de agosto de 2019 (85.558 desempregados) e 2020 (104.644), a variação é de 22,31%, com 19.086 pessoas fora do mercado de trabalho. Em termos de índice de desemprego, a elevação foi de 11,46% em 2019, para 13,91% em 2020, significando uma expansão de 2,45%. Na RMC o índice de desemprego ficou 2,93% a mais entre agosto de 2019 e 2020. Ou sejam Campinas teve um índice de desemprego menor do que na RMC. No acumulado de janeiro a agosto de 2020 foram eliminados na RMC 25.980 postos de trabalho e, em Campinas, 14.237.

Laerte Martins acredita que a Taxa de Desemprego poderá apresentar reduções, baixando de 14,41% para 13,90% tanto em Campinas quanto na região. “A situação ainda preocupa devido aos efeitos da Covid-19 e até, que surja uma vacina, serão impostas restrições para que o comércio deslanche”, diz. O economista destaca a recuperação de 8.094 postos de trabalho, entre julho e agosto deste ano, e a redução no nível de postos de trabalho eliminados. A variação de 63.791 desempregados (de 218.740, em 2019, para 282.531, em 2020) representa uma expansão de 26,16% no número de trabalhadores sem emprego na RMC.

 

Foto: Economista Laerte Martins, diretor da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC).

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS GANHA SALA VIP NO TERMINAL DE PASSAGEIROS

A AMBAAR Lounge, em parceria com a Airport Dimensions, abriu nesta quarta-feira (01/12) o primeiro …

Facebook
Twitter
LinkedIn