NOVA CIPASA RECUPERA 139 MIL METROS QUADRADOS DE MATA ATLÂNTICA EM JUNDIAÍ

Um programa desenvolvido pela Nova Cipasa transformou a paisagem de sete áreas rurais de Jundiaí (SP). Em parceria com o Projeto Nascentes, criado pela administração local, a empresa plantou 23.168 mudas de quase 120 espécies, resultando na recuperação de 139 mil metros quadrados de áreas de Mata Atlântica, o equivalente a 15 campos de futebol. Após três anos do plantio, as áreas hoje formam miniflorestas, que seguem sob cuidados e manutenção da empresa.

O plantio das mudas, iniciado no segundo semestre de 2018, faz parte do compromisso de compensação de passivo ambiental assinado pela Nova Cipasa junto à Prefeitura de Jundiaí, para implantação de um empreendimento na cidade, o Bosque do Horto. As propriedades escolhidas para a recuperação das áreas foram: Fazenda Santa Teresinha (6.996 hectares), Sítio Santa Izabel (4.296), Sítio Santa Lúcia (4.296), Sítio Jurandir (4.698), Sítio Fundão (27.504), Fazenda Nossa Senhora Conceição (25.404) e Fazenda Santo Antônio da Roseira (118.722).

Menos de três anos depois, as áreas escolhidas hoje abrigam verdadeiras miniflorestas com plantas nativas da Mata Atlântica, como Ipês branco, amarelo e rosa, Jacarandás, Peroba, além de diversas espécies de frutíferas nativas (grumixama, cabeludinha, uvaia, jerivá, sete-capote, dentre outras), importantes para a manutenção do meio ambiente local e regional.

Segundo Alexandre Sathler, Engenheiro Agrônomo e responsável técnico da Regen Ecossistemas, empresa contratada pela Nova Cipasa para o desenvolvimento e acompanhamento do projeto, o trabalho de recuperação das áreas não ficou restrito somente ao plantio. “A Cipasa tem o compromisso de realizar as ações de manutenção da área, objetivando o estabelecimento e formação da floresta”, conta.

O Diretor-Executivo da Nova Cipasa, Rogério Riquelme, explica que a companhia tem como filosofia desenvolver nas cidades onde atua empreendimentos que valorizem o meio ambiente, qualidade de vida e agregue qualidade de vida aos futuros moradores. Isso se aplica ao Bosque do Horto, em Jundiaí, empreendimento com 718 mil m² de terreno, sendo 310.502m para lotes e cerca de 407,5 m2 destinado à reserva natural. “Em Jundiaí, além de preservamos a extensa área do empreendimento para reserva natural, desenvolvemos nosso maior projeto de recuperação em parceria com uma prefeitura, resultado hoje em 13 hectares recuperados com plantas nativas da mata Atlântica, um dos grandes biomas brasileiros e uma das florestas mais ricas em diversidade de vida no planeta”, completa Riquelme.

O Bosque do Horto Jundiaí é formado por 364 lotes residenciais e 21 comerciais, com tamanhos a partir de 500, ocupando 310,502 m2. Com 100% das obras concluídas (terraplenagem, pavimentação, drenagem, saneamento, rede elétrica e obras civis), o empreendimento pronto para inicio das obras.

Presente em 21 estados e somando 30 mil lotes vendidos, a Nova Cipasa é referência no desenvolvimento de projetos urbanos. A empresa reorganizou o processo de vendas, implantando assinatura digital para trabalhar com total agilidade nos contratos, fator importante neste momento de pandemia, e se aproximou dos clientes para atendimento personalizado às demandas.

A Nova Cipasa também está investindo em projetos que fortaleçam o crescimento profissional e pessoal dos parceiros – como é o caso do projeto Cipasa Academy, que apresenta lives para os corretores com conteúdo gratuito e expertise de grandes autoridades do mercado imobiliário.

 

Fotos 1 a 3 – Projeto Nascentes desenvolvido pela Nova Cipasa.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

COM ESTRATÉGIA E ADAPTAÇÃO, SICREDI GARANTE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES NA PANDEMIA

O avanço da vacinação contra a Covid-19 e o retorno parcial de aulas presenciais ou …

Facebook
Twitter
LinkedIn