OGILVY BRASIL GANHA CONTA DE PROJETO INOVADOR DE CIDADES INTERATIVAS

A Ogilvy Brasil foi a agência escolhida para desenvolver as atividades de relações públicas do MCities, projeto concebido pelo empreendedor Paulo Hansted que torna possível a interatividade entre as cidades e as pessoas.

O sistema é diferente de um site, portal, blog ou aplicativo. Trata-se de uma metodologia de organização sistêmica e espacial do ambiente urbano, que está presente na web, no celular, nas redes sociais, nas ruas e pontos turísticos. É resultado de um estudo de mais de cinco anos de seu idealizador pelas viagens que fez por mais de 17 países. “Durante esta jornada percebi que as chamadas cidades inteligentes ao redor do mundo, contavam com aplicações da tecnologia na melhoria de infraestrutura dos espaços urbanos, mas nenhuma tinha como foco o ser humano em primeiro plano. A partir dessa análise, surgiu o conceito de cidades interativas, que envolve também a humanização da tecnologia”, diz Paulo.

O MCities organiza as atividades da cidade em forma de experiências para as pessoas tomarem decisões rápidas, ganharem as ruas e se reencontrarem nos espaços urbanos. “São os usuários no controle das suas decisões e do seu tempo. É a cidade na palma da mão de todos. Os estímulos chamam as pessoas para as ruas, para as atrações, para o mundo além de suas casas”, ressalta o criador do projeto.

De acordo com o empreendedor, o sistema permite posicionar as cidades envolvidas no projeto como sendo as primeiras inteligentes do Brasil, inteiramente codificadas ao entretenimento, cultura e lazer. “A prefeitura de Curitiba foi a primeira a aderir ao projeto. As ações estão sendo implementadas por etapas e devem ser concluídas em outubro deste ano”, diz.

Paulo explica que o projeto representa uma revolução na forma de como as pessoas passam a se relacionar com as cidades, e que o mesmo traduz impactos e benefícios sociais, econômicos, comunitários, entre outros.

Outro aspecto diferencial do sistema é que as cidades passam a funcionar como ferramenta engajamento, um ambiente de relacionamento e diálogo permanente entre pessoas, produtos e consumidores. “O conjunto de experiências relevantes cria vínculos sólidos de valor e afinidade entre a sociedade e as marcas envolvidas no projeto”, explica. Paulo.

Paulo Hansted é formado em Marketing com cursos de extensão pela Universidade da Califórnia Berkeley. Por mais de 25 anos atuou em empresas do setor de comunicação, mídia, internet, bens de consumo e b2b. Atualmente é diretor executivo da T-RED MOBI e do Grupo HDenergymedia.

Ao longo de sua carreira conquistou vários prêmios, entre eles 26 primeiros lugares no INMA Awards, um dos principais da indústria de mídia do mundo, com cases para 6 empresas de mídia diferentes.

Membro do INMA Latin Board, foi convidado a desenvolver palestras em cidades como Paris, Cidade do México, São Francisco e Santiago. Também assinou a coluna Best Practices da Ideas Magazine, uma publicação distribuída para mais de 72 países, em que apontava as principais tendências para a indústria de mídia no mundo.

Como fundador de uma das primeiras empresas a desenvolver aplicativos e mobisites na América Latina, Paulo coordenou alianças com fornecedores de tecnologia em vários países, o que o levou a ser um dos pioneiros no estudo da indústria de Cidades Inteligentes.

 

Fotos 1 e 2: Atividades de relações públicas do MCities.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

HÁ DIFERENÇA ENTRE PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO PRECOCE DE DOENÇAS?

Inúmeras enfermidades importantes podem ser evitadas com prevenção. E o antecipar-se a problemas de saúde …

Facebook
Twitter
LinkedIn