PEQUENAS EMPRESAS TÊM DESAFIOS PARA ACOMPANHAR EVOLUÇÃO DA INDÚSTRIA 4.0

As rápidas transformações tecnológicas na chamada Indústria 4.0 têm apresentado desafios para as pequenas empresas, que lutam para acompanhar o ritmo acelerado de inovação. Essa revolução industrial impulsionada pela digitalização e automação tem levado as organizações a repensarem seus processos produtivos, a fim de garantir eficiência, competitividade e sustentabilidade.

Com a aplicação de tecnologias avançadas, como inteligência artificial, computação em nuvem e internet das coisas, as empresas podem melhorar sua produtividade e qualidade. A ideia é otimizar a execução das tarefas diárias por meio da automação e da inteligência das máquinas. Isso significa que, com a integração de sistemas inteligentes, as máquinas podem operar de maneira autônoma, realizando tarefas de forma mais rápida e eficiente do que os métodos tradicionais.

Além disso, a Indústria 4.0 permite a coleta de dados em tempo real, utilizando-os para tomar decisões precisas e estratégicas. Com a análise dessas informações, as empresas podem identificar oportunidades de melhoria, reduzir erros e evitar desperdícios, aumentando sua competitividade no mercado. O sistema ERP, por exemplo, desempenha um papel fundamental para as pequenas indústrias acompanharem essas evoluções.

Trata-se de um programa de gestão empresarial que automatiza processos antes realizados manualmente, além de fornecer uma visualização unificada dos resultados. Com o uso da ferramenta ERP – sigla para enterprise resource planning ou planejamento de recursos empresariais –, as pequenas indústrias podem otimizar suas operações e se adaptar às demandas digitais de forma mais eficiente.

Para as pequenas empresas, no entanto, pode ser desafiador acompanhar essa evolução tecnológica. Os custos de implementação e a falta de conhecimento especializado são alguns obstáculos a serem superados. Especialistas indicam que é necessário buscar parcerias estratégicas e explorar programas de financiamento e incentivos governamentais, por exemplo, para viabilizar a adoção da Indústria 4.0.

Desafios e tendências da 4ª Revolução Industrial para empreendedores de todos os portes

Diversas organizações enfrentam desafios para compreender e aproveitar todo o potencial da transformação digital. De acordo com um estudo realizado pela McKinsey & Company, intitulado “Leveraging industrial IoT and advanced technologies for digital transformation”, mais de 70% das empresas globais entrevistadas consideram difícil avaliar e selecionar tecnologias avançadas que realmente tragam melhorias significativas no retorno do investimento ou nos indicadores de desempenho (KPIs).

A mesma pesquisa ressalta a importância de uma clara compreensão dos objetivos e resultados esperados em uma estratégia de transformação digital para que ela seja bem-sucedida, especialmente no setor industrial.  

Segundo artigo publicado no portal Sebrae, compreender os desafios e as tendências da Indústria 4.0 é fundamental para empreendedores de pequeno, médio e grande porte. Um dos principais obstáculos é a falta de profissionais qualificados.

Para superar essa questão, a alternativa recomendada é investir em treinamento e capacitação da equipe atual, bem como na contratação de novos colaboradores. Dessa forma, eles podem trabalhar em conjunto com equipamentos inovadores e aproveitar todas as vantagens tecnológicas.

Outro desafio é a falta de investimentos necessários. A inovação demanda recursos em pesquisa e desenvolvimento, além de aquisição de máquinas e equipamentos. Assim, convencer gestores e acionistas sobre o retorno do investimento a longo prazo, por meio do aumento da produtividade, é fundamental para impulsionar a adoção da Indústria 4.0.

A infraestrutura de telecomunicações também é um ponto crítico, uma vez que o cenário atual depende de uma infraestrutura sólida, como a internet e as redes móveis. A implantação da rede 5G, por exemplo, é fundamental para a digitalização eficiente dos processos industriais.

Vale lembrar ainda que, com o aumento da digitalização, as informações e sistemas tornam-se mais vulneráveis a ciberataques, evidenciando que a segurança dos dados é um desafio adicional. Portanto, é crucial garantir a proteção e a segurança de sistemas, máquinas e informações armazenadas neles, a fim de evitar violações de segurança.

Conforme os especialistas, superar esses desafios exige esforços conjuntos de empreendedores, profissionais, instituições de ensino, governos e demais partes interessadas. Somente assim, o país pode aproveitar todo o potencial da Indústria 4.0 e impulsionar a inovação e o crescimento em diversos setores da economia.

Pequenas empresas podem adaptar-se às tendências

Entender a Indústria 4.0 pode ajudar as pequenas empresas a melhorar seu desempenho e otimizar resultados. Na prática, a implementação dessa nova fase da indústria não precisa ser complexa ou custosa, na avaliação de Herbart Melo, representante do Sebrae no Ceará. A tecnologia é utilizada como ferramenta de análise em tempo real, identificando problemas na gestão e operação das indústrias de menor porte.

Algumas tendências de inovação incluem a migração para a computação em nuvem, que oferece uma plataforma para armazenar dados e possibilita análises e otimizações de processos instantaneamente. Além disso, o recurso permite a integração de sistemas, facilitando a adaptação às mudanças no chão de fábrica sem interromper a operação.

A cibersegurança é outro aspecto importante, sendo essencial escolher um provedor confiável para proteger os dados da empresa. A automação dos processos de contas a pagar também traz benefícios, fornecendo acesso fácil a informações atualizadas e melhorando a produtividade. Assim, com o uso adequado da tecnologia, é possível impulsionar ganhos, tornando as empresas mais eficientes e competitivas.

 

Fotos 1 e 2 – Indústria 4.0

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

LK DESIGN HOTEL TEM NOVA CARTA DE VINHOS E LANÇA BEBIDA DE MARCA PRÓPRIA

Um dos mais badalados hotéis da capital catarinense, o LK Design, renovou sua carta de …

Facebook
Twitter
LinkedIn