PONTO CEGO: QUANDO O PROBLEMA ESTÁ NO LÍDER

Se comunicar com a equipe parece ser uma tarefa fácil para o gestor, afinal o estímulo e a troca de informações com o time devem ser uma prática do dia a dia. No entanto, nem sempre essa comunicação acontece e o que se vê em muitas empresas é o líder desconhecer o que de fato ocorre, ou porque não se relaciona da melhor forma ou porque não escuta o que deveria ouvir. Para Roberto Aylmer, consultor especialista em gestão estratégica de pessoas e professor da Fundação Dom Cabral, quanto mais alto o cargo do líder, menos ele consegue saber o que realmente acontece na organização.

Normalmente, diretores e presidentes não se expõem em treinamentos ou consultorias desafiadoras e, com isso, acabam perdendo a oportunidade de ter uma leitura real de uma determinada área ou da empresa. Por conta dessa dificuldade de “parar” para treinar, Aylmer desenvolveu uma metodologia que constrói modelos que representam as nuances do contexto da empresa. Com as fotos destes modelos – sem expor os autores – ele propõe uma “conversa franca” com o diretor ou o presidente da empresa mostrando como os times abaixo vêem a empresa e a sua liderança, e o que deve ser feito para mudar.

O professor diz que um dos aspectos mais presentes é um perigoso ciclo vicioso: o líder pressiona o time para mais resultados. O time diz que concorda e, na frente do chefe, aceita metas acima do possível (e com isso ganha tempo). O colaborador sabe que a meta é irreal, mas faz todo um malabarismo com os números e coloca os dados no Photoshop para melhorar sua apresentação de Powerpoint. Porém, os resultados não chegam ao faturamento e o chefe ataca com força o seu time, reclamando que os números mudam.  “É preciso construir um novo pacto de trabalho no qual haja mais parceria e transparência. No dia a dia da organização, quem é que diz para o líder que ele está criando um ambiente tóxico e está matando sua equipe? Embora a crise externa seja um problema, é a crise interna que mais me preocupa. Nosso trabalho mostra essas respostas”, explica Aylmer.

 

Foto: Roberto Aylmer, consultor especialista em gestão estratégica de pessoas e professor da Fundação Dom Cabral.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Google+
https://www.panoramadenegocios.com.br/ponto-cego-quando-o-problema-esta-no-lider/
Twitter
LinkedIn

Veja também

VIRACOPOS REGISTRA MELHOR MÊS DE JUNHO NA HISTÓRIA DO AEROPORTO COM 885 MIL PASSAGEIROS

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), registrou o melhor mês de junho da …

Facebook
Google+
https://www.panoramadenegocios.com.br/ponto-cego-quando-o-problema-esta-no-lider
Twitter
LinkedIn