PROJETOS DE EDUCAÇÃO INTEGRADA DA FUNDAÇÃO ROMI PASSAM PARA O ENSINO REGULAR DE SANTA BÁRBARA D’OESTE EM 2014

A Fundação Romi ao longo dos seus 56 anos
acaba de conquistar uma grande vitória, na qual seus projetos de educação:
Núcleo de Educação Integrada (NEI) e Centro de Vivências do Desenvolvimento
Infantil (CEDIN) farão parte do Ensino Regular de Santa Bárbara d´Oeste. A
instituição sempre esteve atenta às necessidades e mudanças do ensino no Brasil.

O NEI vai deixar de atender em contra turno,
que seria complementar e frequentado apenas no período oposto ao da escola, e
passa a oferecer educação integral formal para adolescentes do 6º ao 9º ano do
município. Da mesma forma, o CEDIN manterá a parceria com a Secretaria de
Educação do Município e funcionará como pré-escola em período integral.

A superintendente da Fundação Romi Márcia
Ameriot, considera essa nova fase um reconhecimento de um trabalho desenvolvido
há 20 anos. “Com uma experiência de sucesso acumulada em 20 anos do NEI, era
hora de alçar novos voos, provando ser possível levar essa metodologia
inovadora de ensino à escola regular, sem perder suas características
pedagógicas e nem comprometer sua qualidade”, explica.

A metodologia de ensino do NEI  abordará no total 15 áreas do conhecimento,
sendo do currículo nacional, Português, Geografia, Inglês, Ciências, Educação
Física, Matemática, História, e Artes, e também 
áreas de inteligências múltiplas, emocionais e de raciocínio como
Música, Expressão Corporal, LOGO, Informática, Leitura e Interpretação, Lógica
Matemática e Filosofia. Os alunos serão divididos em séries do 6º ao 9º ano,
nas quais serão avaliados para darem prosseguimentos às séries seguintes.

O NEI é um projeto pioneiro de Educação
Integrada que vai muito além do período que o aluno permanece na escola. Mas
como isso acontece? Estudantes frequentam o NEI e realizam atividades voltadas
para o desenvolvimento de competências e habilidades. Com uma metodologia
participativa, o trabalho é desenvolvido em grupos, nos quais os participantes
resolvem desafios criados pelos orientadores do programa nas diferentes áreas
do conhecimento. ”O nosso projeto não é o típico infelizmente que acontece com
o projeto de educação integral, que é de manhã você dá conteúdo e a tarde você
joga. A gente faz tudo junto. A gente faz uma formação integral mesmo não tem
essa separação”, explica Márcia Ameriot. “Aqui a gente vai trabalhar e
estimular esses pequenos cidadãos da mesma maneira que a gente trabalha com o
núcleo de educação integrada. Essa é a ideia. Trabalhar por projeto. A gente
tem os ateliês que desenvolvem características da criança. O ateliê de artes, o
ateliê do corpo e movimento, de ciências. A gente adaptou o projeto de sucesso
que a gente tem com adolescente para a educação infantil”, complementa.

Segundo a coordenadora pedagógica da
instituição, Luciana Bueno Bruscagin, na metodologia de trabalho do NEI, o
aprendizado acontece de forma prazerosa e conectada com a realidade, através de
desafios que são preparados pelos professores. “As atividades são desenvolvidas
em grupos, que vão em busca do conhecimento de forma autônoma, real e prática”,
ressalta.

De acordo com a coordenadora pedagógica da
instituição, Luciana Bueno Bruscagin, as premissas pedagógicas do Núcleo
consistem em promover o desenvolvimento integral dos adolescentes, através de
estratégias de aprendizagem que estimulem a autonomia, a responsabilidade e o
cuidar do outro. “Educamos para a formação completa do jovem, de forma que ele
desenvolva competências para saber pesquisar, fazer, ter raciocínio lógico,
trabalhar coletivamente, ter disciplina e, também, saber articular o
conhecimento com a prática de outros saberes”, explica Luciana.

Assim como o NEI, as crianças do CEDIN deixam
de frequentar o programa por meio período e passam a cursar a pré-escola
regular em período integral. O CEDIN, que atende crianças de três a cinco anos,
permanece com o convênio com a Prefeitura Municipal de Santa Bárbara, que fará
a seleção de alunos, portanto, não haverá processo seletivo.

Fotos 1 a 4 – Alunos em atividade no NEI.

Crédito|: Fundação Romi

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PILZ DO BRASIL OFERECE CHAVES MAGNÉTICAS DE ALTA ROBUSTEZ PARA APLICAÇÕES EM CONDIÇÕES EXTREMAS

Marca de referência mundial em segurança de máquinas e automação industrial, a multinacional alemã, Pilz …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn