“SABORES DE HORTOLÂNDIA“ MOVIMENTA R$ 5,2 MILHÕES NO SETOR GASTRONÔMICO

A 1ª edição do roteiro gastronômico “Sabores de Hortolândia”, realizado pela Prefeitura, aumentou o consumo no setor gastronômico da cidade. De acordo com a estimativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, os consumidores injetaram em torno de R$ 5.2 milhões nos 64 estabelecimentos inscritos no roteiro, durante o período de votação do Prêmio Excelência Melhor Atendimento, que foi de 27 de novembro de 2017 a 31 de janeiro de 2018. O prêmio elegeu, por meio de votação dos clientes, os três restaurantes com melhor atendimento. A premiação aconteceu na última terça-feira (12/02), com a participação do prefeito Angelo Perugini.

A economista da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Alessandra Rosa, explica que a estimativa foi calculada levando em conta o período de votação do prêmio, os 64 estabelecimentos participantes, o perfil dos estabelecimentos gastronômicos existentes na cidade e o preço médio de uma refeição estipulado na faixa de R$ 20,00. No período de votação, foram servidas cerca de 20 mil refeições nos estabelecimentos.

Os estabelecimentos inscritos no roteiro confirmam que a ação ajudou a aumentar a frequência de consumidores. Um dos que afirmam isso é o proprietário da pizzaria Bella Romana, Paulo Carvalho, localizada no bairro Parque São Miguel. “Durante o período da votação, o movimento na casa aumentou mais de 40%”, destaca.

Quem também registrou maior movimento é a proprietária do bar Villa Crepaldi, Larissa Crepaldi, localizado na região central. “O guia e a premiação foram muito bacanas. Tivemos aumento no movimento de cerca de 50%”, informa.

O 1º Roteiro Gastronômico “Sabores de Hortolândia” foi lançado nos formatos impresso e digital pela Prefeitura em novembro de 2018. O objetivo da publicação é apresentar e valorizar o setor gastronômico do município e, com isso, estimular a população a consumir no comércio local.

O roteiro é uma ação que integra o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), programa que prevê investimentos de cerca de R$ 400 milhões para promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social, humano e econômico para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. O programa prevê mais de 100 obras, serviços e ações em todas as áreas.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Monique Freschet, explicou que o roteiro e a premiação conectaram consumidores e empreendedores. “Até então, o setor gastronômico da cidade não tinha reconhecimento do valor do seu trabalho e da própria população. As pessoas não sabiam que há várias opções gastronômicas aqui”, observou.

Monique ressalta que os micros e pequenos empreendedores, perfil da maioria dos estabelecimentos que participaram do roteiro gastronômico, são os que mais geram trabalho e renda. “Eles conseguem expandir os negócios de maneira mais rápida e fácil do que as grandes indústrias, pois não precisam de grande quantidade de capital para investir”, explica.

Este dado é corroborado pelo gerente regional do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) Campinas, Nilcio Cairbar de Souza Freitas. De acordo com o gerente, Hortolândia é a cidade campeã da região em empréstimos feitos pela entidade a micro e pequenos empreendedores, respondendo por cerca de 30%.

De acordo com dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) de 2017 do Mistério do Trabalho, Hortolândia tem 240 estabelecimentos gastronômicos (restaurantes, bares, padarias, confeitarias e lanchonetes). Estes estabelecimentos geram cerca de 1.500 empregos, diretos e indiretos.

 

Foto: Premiação Sabores de Hortolândia.

Crédito:  Divulgação

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

GUIABOLSO CONNECT APRESENTA NOVAS FUNCIONALIDADES

Lançado em janeiro deste ano, o Guiabolso Connect, serviço B2B do Guiabolso, vai oferecer novas …

Facebook
Twitter
LinkedIn