SAÚDE DE CAMPINAS GANHA EM QUALIDADE E PRECISÃO COM APARELHO DE PRIMEIRA LINHA QUE ACABA DE CHEGAR AO HOSPITAL VERA CRUZ

Campinas acaba de ser equipada com o angiógrafo Artis Q-Zen, aparelho para procedimentos diagnósticos e terapêuticos no sistema cardiovascular que evita diversas cirurgias, inclusive em crianças. Numa iniciativa do Hospital Vera Cruz, Campinas passa a ser a primeira cidade no Estado de São Paulo a oferecer a alternativa e um dos poucos municípios do País a dispor do equipamento, que é de última tecnologia e recém-lançado no Brasil.

De acordo com o cardiologista Silvio Gioppato, coordenador do Laboratório de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Vera Cruz, o instrumento traz embutido recursos tecnológicos que permitem identificar e tratar diversos problemas referentes ao sistema circulatório, seja no cérebro, artérias, válvulas do coração, intestino e rins. “É como um raio x top de linha e de alta performance que realiza procedimentos via cateter, podendo desobstruir aortas coronárias, trocar válvula aórtica e até corrigir defeitos congênitos cardíacos em crianças, tudo isso sem cirurgia”, explica.

Gioppato comemora o momento pelo qual a medicina passa, em que a tecnologia oferece ferramentas para que diversas intervenções sejam minimamente invasivas. “O resultado são ações mais simples, de menor risco, mais rápidas, precisas e seguras”, pontua.

O cardiologista compara uma ponte de safena tradicional à atual angioplastia coronária. Enquanto na conhecida ponte de safena o paciente recebe um corte no peito e anestesia geral, na angioplastia coronária é feito somente anestesia local e um furo de 2 milímetros pulso ou na virilha do paciente, por onde o cateter cardíaco é inserido.

Antes o pós-operatório era de 5 a 7 dias de internação e um mês para retornar às atividades normais cotidianas. Com o uso do Artis Q-Zen, fabricado pela Siemens, o paciente fica de um a dois dias internado e volta à rotina em uma semana.

O Vera Cruz investiu R$ 3 milhões na aquisição do aparelho. O objetivo da instituição é manter o padrão aprimorado de atendimento e trabalho, que busca a excelência e iniciativas de vanguarda em todos os processos do hospital.

Em 75 anos de existência, o Hospital Vera Cruz é reconhecido pela qualidade de seus serviços, capacidade tecnológica, equipe de médicos renomados e por oferecer um atendimento humano que valoriza a vida em primeiro lugar. O Vera Cruz dispõe de 167 leitos distribuídos em diferentes unidades de internação, em acomodação individual (apartamento) ou coletiva (dois leitos) e UTIs e maternidade. A Instituição conta também com setores de Quimioterapia, Hemodinâmica, Câmara Hiperbárica Monoplace, Radiologia (incluindo tomografia, ressonância magnética, densitometria óssea, ultrassonografia e Raio X), e laboratório com o selo de qualidade Fleury Medicina e Saúde.

Em outubro de 2017, a Hospital Care tornou-se parceira do Vera Cruz tendo 65% das ações. Os outros 35% se mantém com 115 médicos acionistas. Em pouco mais de um ano, a aliança registra importante avanço na prestação de serviços gerado por investimentos em inovação e tecnologia. Em médio prazo, o grupo prevê expansão no atendimento com a criação de dois novos prédios erguidos na frente e ao lado do hospital, totalizando 17 mil m2 de áreas construídas a mais.

Há 30 anos o Vera Cruz inaugurou e mantém a Fundação Roberto Rocha Brito, referência em treinamentos e cursos de saúde na Região Metropolitana de Campinas, tanto para profissionais do setor, quanto para leigos, e é uma unidade credenciada da American Heart Association.

 

Foto 1 – Cardiologista Silvio Gioppato, coordenador do Laboratório de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Vera Cruz.

Foto 2 – Fachada do Hospital Vera Cruz.

Crédito: Matheus Campos

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

EMPREENDEDOR TRANSFORMA PERSONAGEM ROBÓTICO EM FERRAMENTA DE ATIVAÇÃO DE MARCAS

Empreender é transformar um sonho em realidade e impactar positivamente na vida das pessoas. E …

Facebook
Twitter
LinkedIn