SINDIVAREJISTA ORIENTA COMÉRCIO A NÃO AMPLIAR SEUS ESTOQUES NESTE MOMENTO

Com o decreto de fechamento do comércio feito pelo governador João Doria Jr e pelas prefeituras para conter o avanço do coronavírus, o SindiVarejista de Campinas e Região, em parceria com a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo), recomenda que as empresas de bens duráveis e semiduráveis não ampliem seus estoques neste momento. “Este não é o momento de investir, endividar-se ou assumir compromissos no longo prazo”, afirmou a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito.

São 460.137 estabelecimentos que estarão de portas fechadas em todo Estado até pelo menos dia 7 de abril, de acordo com o decreto estadual. Determinações com prazos diferentes também foram estabelecidas pelas prefeituras.

O número de empresas fechadas neste período representa 67,7% do total do comércio varejista e atacadista. Juntos, eles geram 1.326.473 empregos formais.  O comércio varejista, diretamente afetado pela medida, movimenta cerca de R$ 1 bilhão todos os dias no Estado. “Ainda não é possível mensurar o quanto desse total deixará de ser movimentado, visto que ainda haverá atendimento por aplicativos, sites e delivery”, acrescenta.

Até o momento não há previsão da queda do faturamento na região de Campinas das novas determinações de quarentena.

Outra recomendação é que os empreendedores fiquem atentos ao fluxo de caixa e aos gastos fixos, além de avaliar que um crédito bem contraído e planejado é melhor do que deixar de pagar os compromissos, tornar-se inadimplente e ter que correr atrás de juros.

SindiVarejista articula suspensão de pagamento de IPTU e ISS junto às prefeituras

Diante do fechamento do comércio, o SindiVarejista busca negociar a suspensão, por 120 dias, do prazo para pagamento do IPTU e ISS pelas empresas.

A entidade também solicita que as prefeituras liberem linhas de crédito específicas dos cofres municipais às empresas do comércio varejista e também o realinhamento das datas de reaberturas do comércio conforme o decreto estadual para o dia 7 de abril.

Um ofício foi encaminhado nesta terça-feira (24/03) aos prefeitos das cidades Artur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Monte Mor, Paulínia, Sumaré, Valinhos e Vinhedo.  Clique aqui para acessar o ofício.

O objetivo da iniciativa é contribuir com as empresas para que elas possam enfrentar o período agudo da pandemia sem ter de fechar as portas ou posto de trabalhos e, dessa forma, suportar e atravessar esse período de quarentena e pandemia.

 

Foto: Presidente do SindiVarejista de Campinas e região, Sanae Murayama Saito.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

LEVANTAMENTO APONTA QUE 83% DOS PRÉDIOS DE SÃO PAULO ESTÃO COM CAIXAS D’ÁGUA COMPROMETIDAS

Consideradas fundamentais para o bom funcionamento e harmonia de uma residência, as caixas d´água costumam …

Facebook
Twitter
LinkedIn