STARTUP NINSAÚDE DESENVOLVE SOFTWARE APOLO VOLTADO PARA GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS

A startup Ninsaúde, especializada em tecnologia da informação para o mercado de saúde, criada em 2012, pelo CEO Helton Marinho, vem se tornando referência em healthtech no Brasil. A plataforma otimiza tempo de seus usuários e diminui até doenças graves e que rondam o dia a dia do médico, como o burnout. “Lidamos com profissionais de alto rendimento e que não podem chegar no local de trabalho e se ver diante de trâmites burocráticos para trabalhar.  Diversos estudos relacionam, por exemplo, o burnout dos médicos com a utilização de sistemas. Me sinto confortável em falar que o nosso sistema de gestão aumenta a produtividade de toda equipe automatizando processos, substituindo papéis por registros eletrônicos e reduzindo cliques com aprendizado de máquina. Um cliente comentou que um processo de faturamento levava um dia de todo trabalho antes de utilizar o nosso sistema. Esse mesmo trabalho foi reduzido para 18 minutos. Tudo isso mostra como a tecnologia muda, de fato, o dia a dia de todos”, analisa Marinho.

Presente em mais duzentas clínicas no Brasil de pequeno porte (entre 1 a 60 funcionários) a Ninsaúde desenvolveu o software Apolo permitindo a médicos e secretárias melhorarem e organizarem o atendimento dos seus pacientes por meio do sistema e oferecendo soluções para atendimento, agendamento, gerenciamento financeiro e faturamento de guias. “Estamos preparados para crescer. Tracionar vendas, construir parcerias sólidas e internacionalizar nossos produtos são o nosso foco para 2019”, ressalta Helton Marinho.

Disponível em 17 estados brasileiros do sul, sudeste, norte e nordeste e com a tradução do produto para inglês e espanhol, a Ninsaúde mira no mercado internacional com projetos pilotos para a operação do produto no Peru e Panamá.  A ideia de viabilizar a operação no Peru foi por intermédio de um cliente. Paraguai, Argentina, México e Irlanda também estão no radar. “O total de médicos aumentou 665,8% em menos de cinco décadas. A população, nesse mesmo período, aumentou 119,7%. A previsão é de chegarmos 700 mil médicos até 2030. A distribuição dos médicos na relação capital e interior pode chegar em até 93,1% na capital. Esse cenário mostra uma tendência de aumento na competitividade e formação de equipes independentes. Estamos focados em ajudar equipes médicas a se tornarem mais competitivas e conectadas aos pacientes”, avalia Manuela Correa, CFO da Ninsaúde, que se tornou sócia da empresa em 2016.

O treinamento para uso da plataforma não é cobrado e são sempre realizados de forma online quartas e sextas-feiras, às 13hs (horário de Brasília). São duas opções de planos o  mensal de (R$79,00) por profissional de saúde ou anual (R$790,00) sendo os dois primeiros meses gratuito. Já se estuda planos para clínicas com equipe superiores 70 funcionários com valores e suporte diferenciado.

O pagamento pode ser realizado através de boleto bancário ou cartão de crédito. A Ninsaúde já se prepara para lançar o aplicativo para os pacientes em outubro deste ano  quando há o aumento de doenças alérgicas.

A Ninsaúde oferece tudo o que os profissionais da saúde e consultórios precisam para organizar e melhorar o atendimento aos seus pacientes. Atualmente, o serviço oferece aos profissionais da saúde a possibilidade de agendar consultas, atender os pacientes, gerenciar o quadro clínico dos pacientes e administrar as suas finanças.

 

Foto: CEO da Ninsaúde, Helton Marinho.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Google+
https://www.panoramadenegocios.com.br/startup-ninsaude-desenvolve-software-apolo-voltado-para-gerenciamento-de-clinicas-e-consultorios-medicos/
Twitter
LinkedIn

Veja também

GALLERIA SHOPPING RECEBE SETE NOVAS LOJAS

Sete novas marcas chegarão ao Galleria Shopping nos próximos meses, tornando o mix de operações …

Facebook
Google+
https://www.panoramadenegocios.com.br/startup-ninsaude-desenvolve-software-apolo-voltado-para-gerenciamento-de-clinicas-e-consultorios-medicos
Twitter
LinkedIn