TERAPIA COM BIOFEEDBACK CARDÍACO AJUDA NO CONTROLE DE TRANSTORNOS CAUSADOS PELO ESTRESSE

A pandemia de Covid-19 tem causado um forte impacto na saúde mental das pessoas, como o aumento dos casos de ansiedade e depressão. O medo da doença, insegurança no trabalho, dificuldades financeiras e distanciamento social são alguns dos fatores que têm levado muitos brasileiros a um desequilíbrio emocional.

Estudos mostram que no Brasil casos de estresse e ansiedade mais que dobraram durante a pandemia. Uma realidade que a psicóloga clínica Lilian Bastos também vive em seu consultório. Nos últimos meses, a procura de novos pacientes para tratar ansiedade cresceu em torno de 20%. “Estamos vivendo um período muito prolongado de pandemia, cheio de incertezas e medos. E essas preocupações contínuas levam ao aumento dos casos de estresse e, consequentemente, ansiedade”, explica.

A permanência de um estado de estresse por longos períodos é prejudicial e causa uma série de danos à saúde. A psicóloga afirma que os hormônios do estresse, quando produzidos em excesso, podem causar uma série de problemas às pessoas, como aumento da pressão arterial, dores musculares, insônia, problemas de memória, dificuldade para perder peso, entre outros. Na gravidez, o estresse pode ocasionar problemas para o feto.

Em seu consultório, um dos recursos que Lilian utiliza é o biofeedback cardíaco,  uma ferramenta complementar integrativa, que consiste em um equipamento que faz a leitura e análise dos batimentos cardíacos, transformando essas informações em dados gráficos, na tela do computador, onde o paciente consegue visualizar de imediato, seu estado fisiológico perante as alterações emocionais referente a ansiedade, depressão e estresse, entre outros.

Além de poder tomar conhecimento sobre seu estado fisiológico, a ferramenta permite ao paciente, de forma segura e sem contraindicação, com o auxílio do psicólogo, realizar exercícios respiratórios que promovem a coerência cardíaca, que leva a estabilização emocional como consequência natural. “A base para esse equilíbrio é a respiração. A respiração em uma frequência específica, correta e eficiente é uma grande aliada contra o estresse”, afirma Lilian.

O biofeedback cardíaco é uma modalidade de tratamento não farmacológico e não invasivo, tendo, atualmente, aplicações clínicas para uma ampla gama de distúrbios emocionais, em especial nos transtornos de ansiedade.

 

Foto: psicóloga clínica Lilian Bastos.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CALOR PROVOCA AUMENTO DOS PROBLEMAS VASCULARES

Apesar de estarmos em uma estação intermediária entre o inverno e o verão, a primavera …

Facebook
Twitter
LinkedIn