VAREJO NA REGIÃO DE CAMPINAS FECHA 13 POSTOS DE TRABALHO POR DIA EM 2016

O comércio varejista da região de Campinas (SP) eliminou 4.797 empregos com carteira assinada durante 2016, o que representa a média de 13 postos de trabalho a menos por dia no setor. Os dados são da FecomercioSP e abrangem 31 municípios. Em comparação com 2015, houve um recuo de 2,3%. Já em dezembro, o comércio fechou 1.688 postos de trabalho, resultadSanae_presidente SindiVarejistao de 6.916 admissões contra 8.604 desligamentos.

Das nove atividades analisadas, sete apontaram retração no estoque de empregados em dezembro na comparação com o mesmo mês de 2015, seguindo a tendência do ano. Os mais expressivos foram vistos em materiais de construção (-8,3%), concessionárias de veículos (-7,2%) e lojas de vestuário, tecidos e calçados (-6,4%). Os únicos segmentos que apresentaram crescimento foram os de farmácias e perfumarias (2,8%) e supermercados (1%).

Para a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, o cenário ainda deverá ser difícil em 2017, pois o varejo não será capaz de recuperar as perdas de 2016, muito menos dos dois últimos anos. “Só será possível leve recuperação se houver continuidade de queda da inflação, estancamento da evolução do endividamento e da inadimplência, além da continuidade de quedas nas taxas de juros”, afirmou. Essas expectativas, segundo ela, são condicionantes para elevar o poder de compra das famílias, consumo e, por consequência, as receitas de vendas do próprio comércio varejista.

O comércio varejista do Estado de São Paulo eliminou 5.133 empregos com carteira assinada em dezembro, resultado de 66.721 admissões e 71.854 desligamentos, revertendo o cenário observado no mês anterior, quando 15.772 vagas foram abertas. Com isso, o varejo encerrou 2016 com um estoque total de 2.082.883 trabalhadores, queda de 2,2% na comparação com o mesmo período de 2015. Apesar do desempenho negativo, ele foi mais ameno do que o registrado em dezembro do ano anterior, quando 12.181 postos de trabalho foram fechados. No acumulado do ano, foram extintos 47.146 empregos com carteira assinadas.

As informações são da Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), elaborada com base nos dados do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e o impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, obtido com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Foto: Presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PATROCÍNIOS E TREINOS EM CASA MANTÊM TIME FEMININO DE BASQUETE DURANTE PANDEMIA

Com cortes e redução de patrocinadores em todas as modalidades esportivas, muitos times brasileiros já …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn