FLEXIBILIZAÇÃO PODE MELHORAR E SALVAR FATURAMENTO DO COMÉRCIO NO SEGUNDO SEMESTRE

A Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) recebeu aliviada a notícia de que Campinas avançou para a Fase Amarela do Plano São Paulo de retomada das atividades econômicas, o que permite, a partir de amanhã sábado (08/08), a ampliação do horário de atendimento e da capacidade de público no comércio e a reabertura, após mais de quatro meses, dos estabelecimentos de serviços como academias, bares, restaurantes e salões de beleza. “A retomada mais ampla dos setores de varejo e de serviços, nessa fase de flexibilização, aquecerá a economia regional e será crucial para a manutenção dos empregos este ano. Além do Natal, que é melhor data de vendas para o comércio, teremos o Dia dos Pais, neste domingo, a Semana do Brasil, em setembro, o Dia das Crianças, em outubro, e a Black Friday, em novembro e acreditamos ser possível ‘salvar’ o faturamento do setor no segundo semestre. O comércio está consciente sobre a importância dos protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias e está preparado para garantir a segurança de clientes, funcionários e fornecedores. Com o comprometimento de todos, conseguiremos encerrar 2020 em um patamar de vendas próximo ao apresentado no período pré-pandemia”, afirma Adriana.

De acordo com Adriana Flosi, as vendas referentes ao Dia dos Pais, na RMC, devem crescer entre 12 e 15% em relação aos primeiros dez dias de julho, em grande parte devido à reabertura das lojas, a retomada de algumas outras atividades na cidade no último dia 27, à melhora nos indicadores da pandemia, e, principalmente à mudança de fase de Campinas, o que sinaliza um cenário promissor. Já o comércio eletrônico na RMC deve movimentar R$ 104,5 milhões na data, contra R$ 60,5 milhões registrados no ano passado, montante que representa um crescimento de 72,73% em relação ao mesmo período de 2019.

Decreto

A alteração, anunciada nesta sexta-feira (07/08), pelo prefeito Jonas Donizette e pelo governador João Doria e que será publicada no Diário Oficial de amanhã, prevê o aumento de duas horas de funcionamento diárias (das atuais quatro para seis horas consecutivas), tanto para lojas de rua, como para shoppings centers. Já a capacidade de público, um dos cuidados necessários para evitar a proliferação do coronavírus no ambiente, sobe de 20% para 40%, para ambos os casos.

Por proposição da ACIC, conforme demanda dos lojistas, o comércio de rua de Campinas funcionará das 10h às 16h, de segunda a sexta, e das 9h às 15, aos sábados. Somente na região central da cidade estão instalados aproximadamente 2.150 estabelecimentos comerciais e, nos shoppings, cerca de 1.330.

Para os shoppings centers os horários serão diferenciados de segunda-feira a sábado. O Shopping Iguatemi, Galleria Shopping, Unimart, Spazio Ouro Verde e Shopping Jaraguá funcionarão das 12h às 18h; O Parque D. Pedro Shopping, Parque das Bandeiras e Shopping Prado Boulevard, das 15h às 21h. Aos domingos, o horário é unificado: das 12h às 18h. As praças de alimentação e o serviço de manobrista estarão liberados de acordo com o horário de funcionamento de cada centro de compra.

Os salões de beleza, as clínicas de estética, as barbearias, os bares, restaurantes e similares reabrem, também com restrições de funcionamento, por seis horas diárias e com 40% da capacidade. Para os bares e restaurantes vale a regra de operar para consumo no local em suas áreas ao ar livre ou em áreas arejadas. Os estabelecimentos de alimentação poderão definir seu horário de funcionamento, no período das 6h às 17h, desde que não ultrapasse o limite de seis horas diárias. No protocolo para as academias a capacidade máxima de ocupação é de 30%, com seis horas de funcionamento. Estão proibidas as atividades em grupo. Os salões de beleza e congêneres, além de 40% da capacidade e do horário reduzido precisarão operar exclusivamente com hora marcada e sem espera.

Escritórios em geral, cursos livres e clubes também estarão liberados para funcionar, conforme as normas e protocolos setoriais referentes à Fase Amarela do Plano São Paulo. Os responsáveis pelos estabelecimentos autorizados a funcionar deverão preencher a Declaração de Estabelecimento Responsável no portal da Prefeitura de Campinas www.campinas.sp.gov.br. O documento, uma espécie de “curso” que explica e orienta sobre as medidas de prevenção ao controle da pandemia de Covid-19 e de proteção aos seus funcionários e clientes, deverá ser impresso e colocado visível nos estabelecimentos.

 

Foto 1 – Presidente da Acic, Adriana Flosi.

Foto 2 – Loja de roupas.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS JÁ ESTÁ VALENDO

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) foi sancionada pelo presidente da República e  …

Facebook
Twitter
LinkedIn