SINDIVAREJISTA APONTA QUE ITENS USADOS NA BACALHOADA ESTÃO MAIS CAROS NESTA PÁSCOA

O consumidor terá mais gastos com os preparativos da bacalhoada deste ano, prato tradicional da Páscoa, conforme mostra um levantamento realizado pelo SindiVarejista de Campinas e Região em parceria com a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). A batata inglesa obteve o maior reajuste: 72,63% devido ao clima chuvoso do primeiro trimestre que prejudicou a safra. Em seguida estão o pimentão (31,63%), a cebola (20,71%) e o brócolis (13,55%).

O levantamento tem como base os dados de fevereiro e março do IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e foi possível ver uma variação positiva de 4,18% no acumulado dos últimos 12 meses.

Alternativa ao bacalhau, que é importado e está sujeito a variações cambiais, estão os peixes nacionais, como os pescados que aumentaram 1,56%. Por isso, para quem quer economizar, a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, recomenda substituir o bacalhau por outros peixes como pirarucu, abrótea, badejo, manjuba, merluza e traíra. “São opções que também estarão disponíveis com oferta mais abundante no período”, explica.

Os preços médios do chocolate em barra e do bombom ficaram abaixo da inflação: alta de apenas 2,43%. Já o chocolate em pó subiu 3,09%. A entidade ressalta que o quilo do ovo de Páscoa supera o valor do quilo de uma barra de chocolate, por exemplo.

Por outro lado, os preços do alho (-1,68%), do sorvete (-1,22%), da cerveja (-0,79%) e da azeitona (-0,14%) apresentaram queda, na mesma base comparativa.

 

Foto: Presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

HORTOLÂNDIA VOLTA A GERAR EMPREGO E RENDA COM A CHEGADA DE NOVAS EMPRESAS

Hortolândia (SP) continua a mostrar sinais de que a retomada do crescimento econômico segue a …

Facebook
Twitter
LinkedIn