THE JOY SCHOOL – ESCOLA BILÍNGUE REGISTRA CRESCIMENTO NA REGIÃO DE JUNDIAÍ

A The Joy School, escola bilíngue fundada em 2008, em Jundiaí (SP), começou com apenas três alunos no fundo de um quintal e hoje conta com 540 estudantes em sua matriz, além de mais  quatro franquias espalhadas pelas cidades do entorno de Jundiaí. A história começou por conta do grande interesse que o fundador Luís Alberto Dias Pinto tinha por idiomas. Ávido por inovação, o empresário começou como franqueado de uma grande rede de escolas de inglês, mas sempre teve o objetivo de fundar a própria instituição de ensino e trabalhar com o bilinguismo. Então, ao abrir o próprio colégio, ele passou a colocar em prática tudo o que havia planejado.

Com material pedagógico próprio, o conteúdo segue o que é obrigatório pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), além de ter base nas teorias de Piaget e Vygotsky, grandes psicólogos, pesquisadores e criadores da teoria construtivista, que coloca o aluno como o centro e defende a interação como ponto essencial para o processo de aprendizagem. Sendo assim, o objetivo da The Joy é que as crianças e os adolescentes aprendam inglês em um ambiente lúdico, de forma leve e alegre – referência encontrada até mesmo no nome da escola.

Devido à importância do bilinguismo, que cresce a cada dia, as crianças do Ensino Infantil vivem uma experiência imersiva na língua inglesa, que é utilizada em todas as ocasiões – com exceção apenas para as aulas de português e cultura brasileira. Essa prática facilita o aprendizado de um segundo idioma já que, quanto mais novas as crianças são, mais elas estão abertas aos novos conhecimentos. Além disso, ser bilíngue traz benefícios para a vida toda. Segundo a Catho, plataforma online de empregos, falar inglês no Brasil pode aumentar em até 72% o valor do salário. “No entanto, para os alunos que entram na The Joy já um pouco mais velhos e sem essa bagagem, é oferecido todo um suporte com acompanhamento dos professores e aulas extras, para que eles consigam acompanhar o ritmo da turma.”, explica Ludimila Fernandes, diretora de educação da The Joy School.

Hoje, a meta da The Joy School é chegar a 650 alunos até o fim de 2021. Além disso, com a consolidação da empresa e a visão de futuro de Luís, a escola se tornou um modelo de negócio de franquia em 2019. Até o momento, já são cinco franquias que começarão a funcionar em 2022, sendo três delas nos municípios de Valinhos, Vinhedo e Paulínia, no interior de São Paulo. As outras unidades serão abertas em Boa Vista (RR) e Vila Velha (ES). Como projeção para 2022, a intenção é que o número de unidades fechadas chegue a 15 até o final do ano e que as operações se iniciem em 2023.

 

Fotos 1 e 2 – Atividades escolares na The Joy School.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

IBEF CAMPINAS REALIZA A CERIMÔNIA DE ENTREGA DO PRÊMIO EQUILIBRISTA COM JANTAR DANÇANTE

Depois de dois anos por conta da pandemia de covid-19, o IBEF (Instituto Brasileiro de …

Facebook
Twitter
LinkedIn