COMO A CIBERSEGURANÇA VEM SE TORNANDO PRIORITÁRIA NO PLANO DE NEGÓCIOS DAS EMPRESAS

ARTIGO DE MÁRIO GAMA

Acompanhado do rápido avanço tecnológico e surgimento de ferramentas digitais que auxiliam em práticas cotidianas, uma série de incidentes relacionados à Segurança da Informação, vieram à tona recentemente, resultando em vazamentos de dados em diversas organizações, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Em uma rápida busca nos recentes noticiários, é possível observar inúmeros ataques cibernéticos. De acordo com estudo da Deloitte, mais de 40% das organizações brasileiras já sofreram com ataques virtuais e cerca de 90% investiram e reforçaram suas estratégias de cibersegurança apenas após o incidente já ter ocorrido.

Tendo em vista este cenário, o primeiro passo nessa jornada de cibersegurança passa pela compreensão da segurança como elemento prioritário na estratégia de negócio de uma companhia, deixando de depender exclusivamente da agenda orçamentária de TI. Na abordagem de Jornada, a Segurança da Informação deve ser vista como viabilizadora dos negócios. Desta forma, uma boa estrutura de cibersegurança pode promover um ambiente mais sustentável para propostas de inovações e transformações digitais, além de direcionar os receios por parte de investidores e demais parceiros externos.

Para promover a proteção, é preciso estruturar um conjunto de três fatores: recursos tecnológicos adequados, metodologias e processos de trabalho bem organizados, e principalmente orientação de cultura baseada na cibersegurança.Assim, é de suma importância que as organizações transmitam aos seus colaboradores, que mesmo enquanto usuários, estão envolvidos como agentes de cibersegurança, uma vez que todo o conjunto de tecnológico e de sistemas trabalham de maneira integrada.

Em sequência, é crucial que as lideranças, através de um plano de Segurança da Informação, definam e reforcem os processos corporativosde proteção de superfícies de ataque e a conscientização dos usuários sobre estes ataques (CybersecurityAwareness). Importante neste momento atentar para o cenário de empresas migrando, cada vez mais, paramodelos de trabalho remoto e computação em nuvem, tornando estes pontos de atenção da Jornada de Segurança.

Portanto, o investimento em gestão, monitoramento, capacitação e em soluções de Segurança da Informação atreladas a cloud, que façam sentido com o contexto da organização, resultam em uma combinação estratégica, com boas práticas, times conscientes de suas ações e tecnologias de cibersegurança mais avançadas. Com a implementação de recursos corretos e que estejam alinhados com as tendências do mercado e aderentes às necessidades de cada companhia, um ambiente digitalmente seguro pode ser estabelecido e mantido com sucesso.

 

Mário Gama é Diretor de Cibersegurança LATAM da SoftwareONE, provedora global e líder em soluções de ponta-a-ponta para softwares e tecnologia de nuvem.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

OS BENEFÍCIOS DA INTERGERACIONALIDADE NO MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho passa constantemente por transformações significativas, e uma das mudanças que está …

Facebook
Twitter
LinkedIn