DELOITTE E IBEF CAMPINAS INTERIOR PAULISTA PROMOVEM A JORNADA DO CFO DO FUTURO

Com o tema “Impulsionando a Gestão do Capital de Giro com Ferramentas de Analytics”, a Deloitte, líder em serviços de Auditoria, Consultoria, Assessoria Financeira, Risk Advisory, Consultoria Tributária e serviços relacionados em parceria com o IBEF Campinas Interior Paulista iniciou nesta sexta-feira (22/03), em Campinas (SP), o segundo ciclo “A jornada do CFO do futuro”, que integra o CFO Program Brasil da Deloitte.

O primeiro ciclo foi realizado em 2023 e contou com 12 encontros mensais  com executivos de finanças e foi um grande sucesso por conta da diversificação dos temas que foram apresentados  para a reciclagem do CFO.

No cenário atual muitas  empresas vivenciam um processo acelerado de transformação em todos os seus níveis organizacionais. A liquidez e disponibilidade de caixa são cada vez mais necessários.

É fundamental trazer um novo olhar para o capital de giro, não apenas em aspectos de inadimplência de clientes e postergar pagamentos, mas também alavancar uma cultura de caixa, tornar visível o capital de giro e obter  novas formas de geração de valor ao negócio.

O Sócio -Líder da Deloitte para o interior de São Paulo, Triângulo Mineiro e Centro-Oeste, Paulo de Tarso, disse que nesse segundo ciclo estão programados seis encontros a cada dois meses com temas que possam contribuir para o desenvolvimento , crescimento e reciclagem dos executivos de finanças da região de abrangência do IBEF Campinas Interior Paulista.

Paulo de Tarso  destacou que o capital de giro é algo que faz a diferença na gestão de uma empresa. “Hoje existem muitas ferramentas que podem contribuir para a melhoria da gestão do capital de giro. Um dia ou dois dias de melhoria do capital de giro pode colocar um dinheiro significativo no caixa da companhia e assim reduzir os custos de captação que esta possa ter no mercado”, disse.

Paulo de Tarso disse ainda que Campinas tem uma comunidade empresarial bastante relevante. São empresas internacionais e empresas familiares que atualmente têm um porte bastante significativo e outras empresas que estão na jornada de crescimento. Para o Sócio-Líder da Deloitte para o interior de São Paulo, Triângulo Mineiro e Centro-Oeste, o executivo de finanças tem hoje um papel diferente do passado e está muito mais conectado com o CEO em uma postura mais estratégica e mais conectada com o mercado.

Mauro de Marchi, Sócio-Líder pelo CFO Program da Deloitte e Sócio da Consultoria Tributária falou da importância de Campinas e de se trazer esse tipo de conteúdo para os profissionais de finanças. “O profissional de finanças acabou se tornando um pilar importante na estratégia das organizações e tudo isso complementado a uma visão de negócios cada vez maior”, declarou.

Na avaliação de Mauro de Marchi é importante preservar o equilíbrio econômico das empresas, das transações, dos negócios no mercado hoje totalmente globalizado, onde as margens são extremamente  apertadas esse papel que é exercido pelo CFO passou a ser um papel predominante na vida das organizações.

O palestrante André Souza, Sócio de Financial Advisory da Deloitte, disse que uma forma diferente e moderna de fazer uma gestão estratégica de capital de giro é o uso de Analytics e dados para trazer  muito mais visibilidade para uma tomada de decisão do CFO e dos diretores financeiros. Segundo André, a principal reação do público participante das palestras é de novidade.

 

Foto 1 – André Souza, Mauro de Marchi e Paulo de Tarso.

Foto 2 – Sócio -Líder da Deloitte para o interior de São Paulo, Triângulo Mineiro e Centro-Oeste, Paulo de Tarso.

Foto 3 – Mauro de Marchi, Sócio-Líder pelo CFO Program da Deloitte e Sócio da Consultoria Tributária.

Foto 4 –  André Souza, Sócio de Financial Advisory da Deloitte.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PARKINSON – O QUE É PRECISO SABER

ARTIGO DA MÉDICA LAURA MORIYAMA  A doença de Parkinson foi descrita em 1817 por James …

Facebook
Twitter
LinkedIn