IMAGEM PESSOAL AJUDA NA CONQUISTA DE EMPREGO

Dados divulgados na última quinta-feira (28/01) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são animadores e trazem esperança para quem busca uma vaga de emprego. A pesquisa revela que 14 milhões de brasileiros estavam desempregados em novembro do ano passado, quando foi fechado os números do trimestre, o que representa 14,1% da população brasileira, mostrando uma queda no desemprego de 0,5% em relação aos dois meses anteriores.

Com essa reação e início do ano, muitos profissionais retomam a busca por uma recolocação e se deparam com uma nova realidade. Com o distanciamento social na pandemia, boa parte das empresas que voltou a contratar, optou por fazer o processo seletivo remotamente. As companhias tiveram que adaptar ferramentas e dinâmicas para o online, e agora é muito comum o candidato ser convocado para uma entrevista por meio de videochamada.

Assim como as empresas tiveram que se adaptar, o candidato também precisa estar atento a algumas características que ficam evidentes no vídeo. Segundo a consultora de imagem corporativa e especialista em gestão de pessoas, Janaina Romanini, se no presencial era preciso dosar o perfume para não causar desconforto na sala de entrevista, agora, no online há outros pontos de atenção. “Nas entrevistas de vídeo, a parte superior e o rosto ganham total atenção, por isso é preciso estar atento ao visual nessas regiões para causar uma boa primeira impressão”, recomenda.

Outro detalhe que a consultora salienta é a iluminação e o local onde o candidato estará ao ligar a câmera. “Não basta ligar a câmera, é preciso ter cuidado com o ambiente. Uma boa iluminação valoriza a imagem e dá um aspecto saudável ao rosto. O fundo deve ser neutro, sem muitos elementos que chamem a atenção do entrevistador ou causem impressão de bagunça no ambiente. Esse tipo de descuido pode prejudicar na disputa pela vaga”, reforça Janaina.

Além de passar uma boa imagem pela câmera, estar produzido sem exageros, colabora com a autoestima do candidato e consequentemente auxilia no desempenho de uma boa entrevista. “Além do conhecimento e da experiência que contam muito em uma seleção, o visual fala muito sobre o candidato. Pode passar a impressão de organizado ou bagunceiro, de saudável ou abatido, de confiante ou inseguro, de sucesso ou fracasso. Quem está do outro lado não o conhece direito, por isso, a primeira impressão pode ser decisiva para continuar ou não no processo de seleção”, finaliza a consultora.

 

Foto: Consultora de imagem corporativa e especialista em gestão de pessoas, Janaina Romanini.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

TOLEDO DO BRASIL DESENVOLVE BALANÇA PARA O PEQUENO COMÉRCIO

Para atender a demanda de rotisseries, açougues, sorveterias, hortifrutis, mercearias e minimercados, que normalmente não …

Facebook
Twitter
LinkedIn