MAIS DE 300 INDÚSTRIAS PARTICIPARAM DO LANÇAMENTO REGIONAL DA JORNADA DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL EM CAMPINAS

“Isso não é um processo de ficção científica, é um processo pé no chão, acessível.” A frase autoexplicativa foi dita nesta quarta-feira (28/09), por Luciano Coutinho, presidente do Compi (Conselho Superior da Micro, Pequena e Média Indústria), durante o lançamento regional em Campinas (SP), da Jornada de Transformação Digital. O programa é uma iniciativa inédita que envolve Fiesp/Ciesp/Senai/Sebrae e visa estimular a modernização dos processos produtivos das indústrias, considerando que na etapa-piloto, empresas tiveram até 50% de aumento da produtividade.

O roadshow, evento itinerante de lançamento da Jornada, aconteceu no Senai Roberto Mange e reuniu mais de 300 empresários e gestores da área da indústria. A abertura foi feita pelo presidente do Ciesp, Rafael Cervone. Em seu discurso, ele ressaltou que o programa é voltado para indústrias com no máximo R$ 8 milhões de faturamento/ano. “A jornada foi desenhada para as micro, pequenas e médias empresas. Depois de oito anos de crise econômica, dois anos e meio de pandemia e a guerra na Ucrânia, quem mais sentiu, de longe, foram as indústrias de menor porte e nós precisamos retomar a produtividade.”, explica Rafael, que acabou de voltar do Congresso Mundial da Indústria Têxtil na Suíça, onde pôde conhecer as queixas do setor nos demais países, mas também as grandes preocupações universais que se sobressaem ao redor do mundo: segurança energética e segurança alimentar.

O diretor da regional do Ciesp-Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, que foi o anfitrião do evento, ressaltou que a iniciativa é uma parceria do Ciesp com a Fiesp e que toda a jornada é trabalhada com o apoio de consultores do Sebrae e do Senai. “As empresas são atendidas individualmente, com o diagnóstico, caso a caso, e as sugestões de soluções que são acessíveis a todos. Queremos alcançar na regional duas mil indústrias nos próximos quatro anos”, disse Corrêa aos convidados.

O diretor regional do Senai-SP, Ricardo Terra, fez uma apresentação aos empresários e gestores na qual a falta de conhecimento das ferramentas tecnológicas disponíveis e das suas potencialidades são elencadas como “as dores” das micro, pequenas e médias indústrias, que representam 92% das 53 mil empresas cadastradas na área industrial em todo o estado de São Paulo.

Embora a jornada tenha oito etapas, Terra afirmou que já nas primeiras, é possível conseguir impactos positivos para as indústrias. “Nas primeiras etapas, não há necessidade de investimentos porque vamos envolver a otimização dos processos, a adoção da manufatura enxuta e de medidas para aumentarem a eficiência energética”, disse Terra.

Hoje de acordo com dados da consultoria KPMG, citados, pelo diretor regional do Senai, 59% das empresas declaram sentir que a pandemia acelerou a necessidade de transformação e 64% sentem necessidade de combinar tecnologias habilitadoras, como computação em nuvem e internet 5G, dentre outras coisas.

 

Foto 1 – Público que participou  da Jornada de Transformação Digital.

Foto 2 – Presidente do Ciesp Rafael Cervone no evento da Jornada de Transformação Digital.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

MEDSÊNIOR INAUGURA OPERAÇÃO EM CAMPINAS COM INVESTIMENTO INICIAL DE R$ 10 MILHÕES

Com investimento de R$ 10 milhões e com atuação em seis estados (Espírito Santo, Minas …

Facebook
Twitter
LinkedIn