MERCADO DE CHOCOLATES FICA AQUECIDO COM PROXIMIDADE DA PÁSCOA

A Páscoa desse ano será celebrada no dia 31 de março. Como de costume, as famílias costumam presentear aqueles que amam com ovos e ótimos chocolates. Alguns nunca saem de moda, mas sempre surgem tendências novas para esta época do ano.

O mercado de chocolates é um dos mais rentáveis nos negócios de doces, mas nesta época do ano, é comum que surjam ainda mais novos empreendedores e apostas na área. Segundo o estudo do grupo suíço Barry Callebaut, que lidera as vendas mundiais de chocolate, as tendências em escala global para este ano levam diversos fatores em consideração para as projeções, como a situação financeira das pessoas.

Atualmente, especialistas que estiveram presentes nestes estudos apontaram que os consumidores desenvolveram uma consciência ainda maior em relação às marcas e ao nível dos fabricantes nos quais o chocolate é adquirido, ou seja, a qualidade tem sido levada em consideração.

Mesmo que apresentem preços mais altos, a procura continua sendo por marcas que entregam uma qualidade maior nos seus produtos. Por exemplo, clássicos como o Kinder Ovo de Páscoa, que apresenta qualidade e faz bastante sucesso, é um exemplo de escolha que sempre performa muito bem nesta época do ano.

O estudo Suíço  realizou algumas categorizações destes aspectos, levados em conta na hora de analisar a performance. Três tópicos foram discutidos como os principais: Indulgência Abundante, Indulgência Consciente e Indulgência Saudável.

De maneira simplificada, representam respectivamente o grupo que valoriza vivências envolvendo múltiplos sentidos; o grupo que consome de forma moderada, mantendo o equilíbrio do bem-estar físico e mental, tanto individual quanto de modo coletivo; e o grupo que enfatiza a saúde por meio de opções alimentares.

Em entrevista, Gerson Bastos, dono de uma loja de doces e chocolates na Zona Sul da capital Paulista, explicou quais são as principais tendências de chocolate para este ano falando no varejo e nas vendas. “A tendência é que a venda dos chocolates muito industrializados diminua a cada ano. Hoje, a opção é por chocolates mais caseiros e artesanais. A aposta é muito para isso. Muitas pessoas estão optando por produtos de qualidade e personalizados”, explicou, o empresário abordando a questão de valorizarem muito mais a qualidade e o custo-benefício.

Os tradicionais ovos caseiros, feitos por confeitarias menores, também são vistos em ascensão. Em 2023, a analista de competitividade do SEBRAE, Mayra Viana, explicou o que impulsiona o crescimento da venda de chocolates desta forma. “Pensando na situação econômica dos clientes, é muito interessante incluir no cardápio opções menores para que os consumidores que estão com limitações financeiras possam saborear seus doces, como também presentear as pessoas mais próximas com um produto especial”, disse.

Desta forma, a previsão é que as tendências de chocolate e vendas para este ano continuem seguindo esta mesma premissa — como apontado nos últimos anos.

 

Foto 1 – Gerson Bastos, dono de uma loja de doces e chocolates na Zona Sul da capital Paulista.

Foto 2 – Analista de competitividade do SEBRAE, Mayra Viana.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PARKINSON – O QUE É PRECISO SABER

ARTIGO DA MÉDICA LAURA MORIYAMA  A doença de Parkinson foi descrita em 1817 por James …

Facebook
Twitter
LinkedIn