MERCADO DE TI ESTÁ AQUECIDO NO BRASIL, MAS ENFRENTA DÉFICIT DE MÃO DE OBRA

A pandemia acelerou o processo de transformação digital no Brasil, mas não conta com profissionais suficientes para crescer. De acordo com o estudo “Demanda de Talentos em TIC e Estratégia STCEM”, realizado pela Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (Brasscom), formamos por ano em média 53 mil pessoas com perfil tecnológico. Até 2025, a expectativa é que o setor demande 797 mil novos talentos. Com o número de formados aquém da demanda, a projeção é de um déficit anual de 106 mil profissionais de TI – 530 mil em cinco anos. Para o especialista em negócios, carreira, liderança e inovação Rodrigo Curcio, há mais um desafio para o seu desenvolvimento: a dificuldade para captar e reter talentos. “Minha mãe dizia: “Para quem não sabe o que procura, quando acha nunca encontra”. Essa é a realidade diária para 75% das empresas que atraem pessoas – ou melhor, tentam – para trabalhar com tecnologia. Faltam profissionais, mas as empresas não conseguem atrair os atuais, qualificados e disponíveis. Não podemos virar as costas para esse problema, que de fato é um grande desafio no processo de transformação digital do mercado”, analisa Curcio.

Seleção humanizada para vaga ideal

O desenvolvedor Matheus Souza, de 24 anos, buscava uma vaga para atuar remotamente. Ele conta que as experiências anteriores com seleção e recrutamento das quais participou foram engessadas e que a abordagem direta e humanizada da hrtech HumanAZ foi fundamental para que alcançasse a tão sonhada vaga numa empresa brasileira de TI, onde já trabalha há mais de um ano. “O atendimento que recebi foi fora do padrão. Começamos a conversar pelo LinkedIn e, desde o início, estavam preocupados em entender o momento e assim identificaram minhas qualidades tanto hard como soft skills. Achei isso incrível, pois havia até comentado com o Rodrigo inicialmente sobre minhas preocupações e se, de fato, estaria no nível da vaga, se conseguiria corresponder, e ele me deixou bem seguro ressaltando que, para eles, a prioridade não era o nível do candidato à vaga, mas a minha disponibilidade para aprender, correr atrás e crescer. Isso não é comum. Nas minhas experiências anteriores, não havia essa sensibilidade, era apenas preencher formulários. Fiquei bem à vontade para expor minhas qualidades, objetivos e possibilidades. E comecei a trabalhar com o estímulo redobrado”, conta Matheus.

Conectar propósitos

O desafio de mudar esse cenário converteu-se exatamente no propósito que moveu Curcio, de 33 anos, a abrir mão de uma carreira de muito sucesso em multinacionais para empreender. Na liderança da estratégia para a transformação da experiência de relacionamento entre os colaboradores da gigante multinacional francesa de TI & Telecom Orange, ele verificou a importância de processos mais humanizados aliados à tecnologia no dia a dia. Ganhou assim uma operação com pessoas mais satisfeitas, produtivas e conectadas com seus propósitos de vida e de carreira. A dinâmica passou a ser adotada pela empresa mundialmente e essa bagagem o impulsionou na criação do próprio negócio.

Dessa forma, no fim de 2016, após 10 anos, quando ingressou ainda como estagiário, pede demissão para fundar a startup HumanAZ. Com uma metodologia inovadora, a hrtech mapeia, avalia e verifica a conexão de propósitos entre profissionais de tecnologia e empresas. Ela mapeia competências técnicas e comportamentais e avalia as histórias que os candidatos podem contar. Entre seus clientes, estão players como Neon, Vibra Energia, Americanas Delivery, Voltz Conta Digital, Bee Vale e PEBMED e Bionexo.

Segundo Curcio, é preciso unir pessoas, metodologia, tecnologia e canais digitais. Mapear e conectar aspirações de negócios, propósitos e competências. Ir além da frieza das máquinas e do que chama de “descrições confusas que literalmente opõem linguagens a atitudes, comportamentos, índole e valores”. “É preciso entender a importância de um processo de atração estratégico para posições complexas. Atração para retenção. A pessoa que desenvolve sua carreira para trabalhar com tecnologia não investe 10 e 15 anos da sua vida para ser reduzido a Júnior, Pleno, Sênior ou as demais réguas que simplesmente definem se você pode ou não contribuir para o seu propósito. As pessoas têm sonhos, interesses, curiosidades, vontades, desejos e querem e devem realizá-los”, conclui Curcio.

Vagas abertas

As empresas Klavi, Vibra Energia, Best2BEE e Juntos Energia estão com vagas de emprego abertas. Veja abaixo detalhes sobre as oportunidades e como participar:

Klavi

Plataforma de soluções de open finance para empresas, a Klavi está com 5 vagas abertas para Líder de Produto / Open Finance, Líder de Segurança de Dados (DPO), Líder de Finanças, Head de Produtos de Pagamentos – Open Finance (Open Finance – Fase 3) e Head de Dados. Todas as oportunidades são CLT e em São Paulo.

Vibra Energia

Companhia brasileira de distribuição e comercialização de combustíveis, a Vibra Energia está com 2 vagas abertas para Analista de Tecnologia da Informação e Analista de Sistemas / Agile Coach. Todas as oportunidades são CLT e para trabalho remoto.

Best2BEE

Startup de serviços de integração de sistemas e arquitetura corporativa, a Best2BEE está com duas vagas abertas para Arquiteto de Software / Especialista Mulesoft e Arquiteto de Software / Especialista DevOps. Todas as oportunidades são PJ e para trabalho remoto.

Juntos Energia

Startup que comercializa energia limpa e renovável para residências de pessoas e negócios informais, a Juntos Energia está com 1 vaga aberta para Product Owner. A oportunidade é PJ e para trabalho remoto.

Para se inscrever nos processos e saber mais informações, acesse https://www.humanaz.com.br/jobs/

 

Foto: Especialista em negócios, carreira, liderança e inovação Rodrigo Curcio.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

MEDSÊNIOR INAUGURA OPERAÇÃO EM CAMPINAS COM INVESTIMENTO INICIAL DE R$ 10 MILHÕES

Com investimento de R$ 10 milhões e com atuação em seis estados (Espírito Santo, Minas …

Facebook
Twitter
LinkedIn