PARA CADA EMPRESA EXISTE UM PROJETO SOCIOCULTURAL IDEAL

Investir em projetos socioculturais é uma ferramenta que gera credibilidade e destaque para as empresas. Mas, muitas vezes, o caminho das pedras para se chegar até uma iniciativa realmente interessante, que esteja alinhada à missão, visão e objetivos do negócio, pode parecer tortuoso e incerto. Para facilitar e auxiliar em todo o processo, a Direção Cultura, que há 17 anos desenvolve ações culturais, sociais e esportivas em parceria com empresas, artistas, ONGs e órgãos públicos expande agora sua atuação no mercado como consultoria em investimento sociocultural. Ao longo dos 17 anos de caminhada, 65 empresas foram parceiras dos 780 projetos realizados em 150 cidades e atingiram um público de 870 mil pessoas.(1)

A empresa desenvolveu um método de consultoria no qual avalia o perfil e os objetivos da empresa, seu orçamento e exatamente que tipo de projeto sociocultural traria resultados efetivos e contínuos. “Muitas empresas têm dificuldade em definir a estratégia a ser seguida e a escolher projetos para patrocínio que estejam de acordo com a visão e os objetivos do negócio. Cada empresa tem um projeto que tem a sua cara por isso desenhamos um método para atender essa demanda. Quando uma marca investe, apoia e tem seu nome ligado a uma iniciativa com cunho cultural ou social, a sociedade reconhece. As pessoas ganham com mais acesso à cultura, os artistas, as ONGs e órgãos têm mais recursos para os projetos e as empresas ganham em credibilidade”, destaca Antoine Kolokathis, diretor e consultor da Direção Cultura.

A consultoria prestada estabelece políticas e processos de investimento sociocultural dentro da organização, desenha e implementa o modelo de gestão ideal para a empresa, como um comitê interno ou formatos similares, customiza propostas ou seleciona projetos do mercado que estejam adequados aos objetivos e compliance estabelecido. Como etapa final, viabiliza os projetos e acompanha os resultados alcançados.

Em todos esses anos, os frutos dos projetos sempre foram positivos. “Com uma política de investimento sociocultural bem definida, a empresa pode reforçar o engajamento dos colaboradores, melhorar o posicionamento estratégico diante do mercado e desenvolver iniciativas de transformação social efetivas”, conclui o consultor.

Há 17 anos a Direção Cultura presta consultoria e desenvolve projetos culturais, sociais e esportivos em parceria com empresas, artistas, ONGs e órgãos públicos. Com foco na transparência, aliamos ações de responsabilidade social, educação, meio ambiente e cidadania. Nossos projetos promovem o desenvolvimento com resultados efetivos.

Foto: Antoine Kolokathis, diretor e consultor da Direção Cultura.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CAMPINAS É A CAPITAL BRASILEIRA DO EMPREENDEDORISMO, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

A cerimônia de abertura do Campinas Innovation Week, na noite desta segunda-feira (10/06) foi um …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn