PLATAFORMA ONLINE SINDUSCON-SP NA PRÁTICA REVOLUCIONA MERCADO DA CONSTRUÇÃO CIVIL

A plataforma online “SindusCon-SP na Prática” (sindusconspnapratica.com.br) com cursos voltados para Arquitetura e Engenharia Civil está em operação desde janeiro deste ano e foi lançada inicialmente em Campinas (SP).  São 21 cursos prontos na plataforma  e mais 28 cursos em produção e mais de 2 mil alunos já cadastrados. Os cursos ocorrem por meio de parcerias com empresas que de alguma forma estão presentes no setor da Construção Civil e oferecem a parte técnica.

A diretora-adjunta do SindusCon-SP regional Campinas, Marina Benvenutti, destacou que no caso do curso Legislação para Aprovação de Projetos em Prefeituras, realizado em parceria com a Prefeitura de Campinas, a diretoria Regional do SindusCon-SP ressaltou a importante contribuição que ele traz, no sentido de agilizar processos em uma área fundamental para as construtoras, que necessitam de profissionais altamente capacitados para essa atividade. Segundo Marina, de cada 10 alunos  que apresentam projetos à Prefeitura de Campinas, apenas um consegue aprovação. “A plataforma é aberta porque a ideia é trazer conhecimento. Com os universitários queremos facilitar a comunicação e agilizar os processos. A plataforma também serve para ajudar a lacuna de horas extras complementares obrigatórias nas universidades, disciplina obrigatória na grade curricular, que dependendo da universidade varia de 150 a 500 horas complementares para que o aluno se forme”, diz.

Marina Benvenutti disse ainda que surgem novas informações a cada semana no mercado de construção civil, principalmente, de produtos o que reforça também a atualização de profissionais. “A ideia é trazer produtos de inovação para essa plataforma de forma que os alunos possam utilizar em seus projetos”, explica.

Marina reforça que as construtoras levam até dois anos para formar estes alunos dentro dos canteiros de obras. A plataforma do Sinduscon-SP também aborda pontos práticos  que envolvem aprovação da Prefeitura, averbação em cartório e empréstimo nos bancos, além das horas complementares. “A gente fez esse projeto para aulas complementares e muitos professores estão utilizando isso para as aulas porque nem eles têm essa abertura para entrar em uma obra em funcionamento. Eles usufruem  desse material que está sendo feito pelo SindusCon para aplicar, inclusive,  durante as aulas e os professores estão amando porque a gente traz o certificado e o aluno precisa passar por uma prova. O certificado é chancelado pelo SindusCon como sindicato das construtoras, então isso para a universidade tem caído como uma luva”, destaca.

O diretor da regional Campinas do SindusCon-SP, Marcio Benvenutti, destacou como um dos grandes desafios do setor da Construção Civil é a qualificação constante dos profissionais. Ele citou a qualificação de Mestre de Obras, que a entidade realiza em parceria com o Senai. Desse profissional, conforme Marcio Benvenutti, se espera o conhecimento de plantas e processos das obras, bem como o domínio no uso de ferramentas, como o tablet.

 

Foto: Marina Benvenutti – diretora Adjunta da regional Campinas do SindusCon-SP e Marcio Benvenutti – diretor da regional Campinas do SindusCon-SP.

Crédito: Roncon & Graça Comunicações.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ISOPILOT NAVE VISION SERÁ LANÇADO NA AGRISCHOW 2024

Tradicional indústria de desenvolvimento e comercialização de equipamentos e acessórios de tecnologia de aplicação de …

Facebook
Twitter
LinkedIn