AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS PARA AS EMPRESAS EM 2024

ARTIGO DE SEVERINO BENNER

Nessa época do ano, em que o presente é analisado e o futuro é meticulosamente planejado, as empresas estão intensificando seus planejamentos estratégicos e reconhecendo, ainda mais, a tecnologia e as tendências tecnológicas como pilares essenciais para caminhar em direção ao sucesso.

Para 2024, as projeções do Gartner apontam um aumento notável de 8% nos investimentos globais em Tecnologia da Informação, alcançando a impressionante marca de US$ 5,1 trilhões movimentados por este mercado. E esse cenário reflete a necessidade urgente das empresas de incorporar a tecnologia como parte integrante das estratégias corporativas, além da segurança e proteção das informações, preparando o terreno para um novo ciclo de inovação e transformação que vem acompanhado do novo ano.

A revolução da Inteligência Artificial

À medida que a GenAI se democratiza, abre-se um caminho para uma revolução profunda na maneira como a Inteligência Artificial é acessada e aplicada. Essa transformação é impulsionada pela convergência de modelos massivamente pré-treinados, pelo crescimento exponencial da computação em nuvem e pelo comprometimento contínuo com o código aberto.

Desta forma, o Machine Learning (ML), desempenha papel essencial na capacidade de aprendizado autônomo das máquinas, integrando algoritmos avançados em modelos de GenIA e potencializando a adaptação e compreensão de sistemas de uma forma ainda mais sofisticada, contribuindo com a agilidade para os negócios.

Segundo análise do Gartner, é projetado que até 2026, mais de 80% das organizações integrem APIs e modelos de GenAI, impulsionados pelo Machine Learning, em suas operações. Esse avanço expressivo representa uma mudança substancial em comparação ao cenário inicial de 2023, quando menos de 5% das empresas haviam adotado essa inovação. No entanto, fica uma dúvida: qual o limite legal deste avanço?

A conectividade como cerne da experiência digital

A implementação do 5G também marca o advento de uma nova era na conectividade, com impactos significativos que se estendem por diversos setores, desde a Internet das Coisas (IoT) até experiências mais imersivas, como a realidade aumentada e virtual (AR/VR).

As características distintivas do 5G, como sua velocidade e baixa latência, não apenas abrem portas para inovações transformadoras na experiência digital das empresas, como também fomentam o surgimento da computação de borda, descentralizando o processamento de dados e aprimorando a eficiência operacional. Neste sentido, enquanto o 5G reforça sua presença, a Internet das Coisas (IoT) continua sua trajetória expansiva, conectando dispositivos e sistemas em uma vasta rede interconectada.

De acordo com estimativas da IoT Analytics, até 2025, mais de 75 bilhões de dispositivos serão integrados à IoT, impulsionando a coleta de dados em tempo real e gerando insights que contribuem para a otimização de operações e o aprimoramento da tomada de decisões. Nos setores de saúde e logística, em especial, a Internet das Coisas (IoT) assume posição central na transformação de ambientes, visando torná-los mais eficientes e seguros.

Cibersegurança: o desafio de um mundo hiperconectado

Em meio as crescentes ameaças digitais, a cibersegurança avançada emerge como uma das tendências tecnológicas mais importantes para 2024. Assim, a integração da Inteligência Artificial na detecção de ameaças, a automação na resposta a incidentes e as abordagens “zero trust” se destacam como componentes essenciais na defesa contra ataques cibernéticos, despontando como uma solução a serem utilizadas pelas empresas a partir deste ano.

No entanto, enquanto a segurança na nuvem mantém sua posição prioritária, impulsionada pelas soluções de criptografia e gerenciamento de chaves, a inovação na detecção de ameaças tem crescido e se estende até o campo da biometria comportamental, aproveitando padrões de comportamento dos usuários para identificar atividades suspeitas. O investimento em segurança contra os ataques cibernéticos e proteção de dados (LGPD) tem consumido grande parte dos investimentos de TI.

Todavia, à medida que as inovações em cibersegurança avançam, é essencial reconhecer que os invasores também aprimoram suas táticas, transformando a batalha cibernética em uma jornada de contínua transformação.

Mercado de softwares

No cenário do desenvolvimento de software, metodologias e práticas emergentes estão moldando a produção de soluções e sistemas para 2024. A metodologia DevOps, que integra o desenvolvimento e a operação de software para acelerar o ciclo de vida, destaca-se com ênfase em automação de processos, testes contínuos e entrega contínua.

Enquanto isso, o modelo serverless ganha proeminência, permitindo que desenvolvedores foquem na lógica de negócios sem se preocuparem com a infraestrutura, reduzindo custos operacionais e simplificando escalabilidade. Assim, a crescente adoção de arquiteturas de microsserviços transforma o desenvolvimento de softwares, proporcionando maior flexibilidade, escalabilidade e facilidade na manutenção de sistemas complexos.

Deste modo, as tendências tecnológicas para 2024 têm como objetivo otimizar operações, conectar setores e garantir o sucesso e a segurança empresarial, auxiliando gestores e empresas a alcançarem metas estabelecidas. É inegável que a tecnologia se tornou um elemento basal na estratégia de qualquer negócio, e no próximo ano irá continuar impulsionando a economia a nível global.

Portanto, sugiro que as empresas considerem em seus planejamentos e orçamentos.

Cloud – Pois é inviável o volume de investimento para tornar os ambientes On Premises seguros e possíveis de compartilhar;

Softwares 100% Web – Visando redução de custos e emuladores, com um aumento de segurança além de garantir mais acessibilidade;

Segurança: Implementação de softwares de monitoramento e controles de acesso ao servidor são fundamentais;

Proteção de Dados: A LGPD entrou em vigor e prevê a aplicação das multas altas em caso de descumprimento, por isso é fundamental implementar processos e políticas de segurança para proteger os negócios;

Produtividade das Pessoas: Com a modalidade de trabalho híbrida, garantir a segurança e a produtividade das equipes se torna parte essencial da gestão. Para isso existem softwares de monitoramento que ajudam os gestores a acompanhar e medir o desempenho individual de cada colaborador e de toda a equipe;

Integração: Revisão dos Processos de Integração visando evitar fraudes, trabalho manual e proteção de dados.

 

Severino Benner é CEO do Grupo Benner, empresa que disponibiliza informações por meio de softwares e processos com o objetivo de revolucionar os negócios.

 

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AWARE INVESTMENTS INICIA PLANO DE EXPANSÃO REGIONAL E PREVÊ CHEGAR A R$ 20 BI SOB GESTÃO

O ano de 2024 tem tudo para ser bastante promissor para a Aware Investments. O …

Facebook
Twitter
LinkedIn