CARTEIRA DE BITCOIN COM AUTOCUSTÓDIA BITKEY, CRIADA PELA BLOCK, INC., É LANÇADA GLOBALMENTE

Bitkey, a carteira de bitcoin de autocustódia criada pela Block, Inc. (NYSE: SQ), foi lançada recentemente em mais de 95 países em seis continentes, ampliando o acesso à autocustódia e capacitando pessoas do mundo todo a realmente possuir e gerenciar seus bitcoins, com facilidade e segurança. Atualmente, a grande maioria dos milhões de proprietários de bitcoins os mantém nas plataformas de custódia ou nas exchanges onde os compraram, deixando-os sob o controle do custodiante. O acesso a soluções de autocustódia em que as pessoas podem realmente possuir as chaves de seu bitcoin ainda depende, muitas vezes, de um conjunto complexo de dispositivos ou de senhas longas que as pessoas precisam lembrar para poder recuperar seu dinheiro, em caso de perda.

A Bitkey inclui um aplicativo móvel, um dispositivo de hardware e um conjunto de ferramentas de recuperação para o caso de o cliente perder o telefone, o hardware ou ambos. Criado pela equipe Proto da Block, a Bitkey já está disponível para pré-encomendas em bitkey . world, com a entrega começando no início de 2024. “A rede de pagamentos descentralizada do bitcoin tem o potencial de criar um sistema financeiro mais inclusivo para todos, especialmente para aqueles que tradicionalmente são mal atendidos. No futuro, acreditamos que os clientes exigirão propriedade e autocustódia porque isso traz tranquilidade, reduz a dependência de qualquer entidade e coloca os indivíduos no controle de seu próprio bitcoin. Com a Bitkey, estamos construindo uma maneira fácil e segura para que pessoas de todo o mundo, com diferentes níveis de experiência com bitcoin, assumam o controle de suas finanças nos seus próprios termos”, disse Thomas Templeton, que lidera a equipe da Proto.

Facilidade de uso e paz de espírito

Uma parte essencial para tornar a autocustódia mais acessível é oferecer experiências de recuperação que priorizem caminhos simples e seguros para ajudar os clientes a recuperar seu dinheiro quando algo der errado, sem o ônus de ter que se lembrar de senhas longas. “As pessoas que possuem bitcoin em exchanges e plataformas de custódia, hoje em dia, costumam hesitar em mudar para carteiras de autocustódia porque ficam preocupadas com a possibilidade de cometer erros, especialmente com a exigência histórica de guardar com segurança senhas longas de 12 ou 24 palavras, as chamadas de ‘frase-semente’. Muitas vezes, elas se sentiram presas: preocupadas com a falta de controle que poderiam ter em uma plataforma de custódia ou de câmbio, mas também ansiosas com as experiências de produto implacáveis que existem em outras carteiras de autocustódia historicamente disponíveis. Com a Bitkey, queríamos criar um produto que ajudasse a trazer todos para a autocustódia, combinando opções robustas de segurança e recuperação, com uma experiência simples para o cliente que o colocasse no controle de seu dinheiro”, declarou Lindsey Grossman, Líder de Negócios da Bitkey.

A Bitkey cuida disso com um design exclusivo de assinatura múltipla 2 de 3 que não exige que os clientes se lembrem de senhas longas ou frase-semente: ela usa três chaves para proteger o bitcoin, e quaisquer duas chaves trabalhando juntas são necessárias para movimentar o bitcoin ou aprovar outras ações relacionadas à segurança, como iniciar a recuperação ou modificar as configurações de segurança.

A Bitkey coloca duas chaves nas mãos dos clientes: uma está no aplicativo móvel, que permite que os clientes façam transações de bitcoin com facilidade em seu telefone celular, acompanhem seu saldo e gerenciem as preferências de segurança; e a segunda chave de posse do cliente está no dispositivo de hardware, armazenado de forma off-line e com segurança. A chave de hardware serve a dois propósitos principais: uma camada extra de segurança para coassinar movimentações de dinheiro (com base em um limite definido pelo cliente) e permite a recuperação quando os clientes perdem o telefone.

Uma terceira chave fica no servidor da Bitkey e é usada apenas para duas coisas: para ajudar os clientes a movimentar bitcoins apenas com o telefone para as transações que eles decidem fazer em trânsito, sem o dispositivo de hardware, e para ajudar os clientes a recuperar a carteira, se perderem o telefone ou o hardware – ou mesmo ambos. É importante ressaltar que, como a Bitkey só tem acesso a uma, e não a duas ou três chaves nessa carteira com duas ou três assinaturas, a Bitkey não pode acessar ou movimentar o bitcoin de um cliente sem ela. Isso coloca os clientes no verdadeiro controle de seu dinheiro, ao mesmo tempo em que lhes dá a tranquilidade de saber que podem recuperar seu dinheiro se perderem alguma coisa (para obter mais informações sobre como funciona o design e as ferramentas de recuperação de 2 de 3 assinaturas múltiplas da Bitkey, leia a página “Como funciona”).

Ajudando a trazer mais bitcoins para a autocustódia

Parte da missão da Bitkey se baseia em conectar pessoas em dois mundos: o dos atuais sistemas monetários fiduciários centralizados nacionais ou regionais e o sistema financeiro distribuído e sem fronteiras do bitcoin. Em junho de 2023, coincidindo com o início do programa beta externo que foi lançado naquele mês, a Bitkey anunciou suas duas primeiras parcerias com a Coinbase, uma exchange global líder, e a Cash App, um aplicativo de serviços financeiros líder e parte do ecossistema Block, para ajudar as pessoas a transferir facilmente seu bitcoin de exchanges e plataformas de custódia, facilitando a jornada para a autocustódia.

Graças a essas parcerias, os clientes da Bitkey podem escolher um parceiro com o qual gostariam de transferir ou comprar bitcoin e, em seguida, iniciar uma transferência desse parceiro para a autocustódia em sua carteira Bitkey – tudo por meio de uma integração perfeita. Os recursos de transferência e compra+transferência serão implementados em uma abordagem escalonada, começando com a capacidade de transferir bitcoins existentes da Coinbase e do Cash App, disponível imediatamente após o lançamento do produto. Essas duas parcerias são as primeiras de outras que virão globalmente. Mais informações sobre as integrações de nossos parceiros podem ser encontradas no blog “Dando as boas-vindas aos nossos primeiros parceiros globais: Coinbase e Cash App”.

 

Foto 1  –  Lindsey Grossman, Líder de Negócios da Bitkey.

Foto 2 –  Thomas Templeton, que lidera a equipe da Proto.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AWARE INVESTMENTS INICIA PLANO DE EXPANSÃO REGIONAL E PREVÊ CHEGAR A R$ 20 BI SOB GESTÃO

O ano de 2024 tem tudo para ser bastante promissor para a Aware Investments. O …

Facebook
Twitter
LinkedIn