GRANDES DESAFIOS PARA 2024

ARTIGO DE JOSÉ HENRIQUE TOLEDO CORRÊA

O ano de 2024 e os próximos trazem grandes perspectivas e desafios para Campinas e Região. A metrópole, conhecida como um dos maiores polos industriais do País, vem se desenvolvendo cada vez mais nos ramos de tecnologia, inovação, logística e produtividade. Três importantes fatores atuarão como impulsos para o crescimento regional em 2024, tendo Campinas como protagonista.

Em 29 de fevereiro de 2024, ocorrerá o leilão do Trem Intercidades (TIC), que irá conectar Campinas e São Paulo por meio da primeira linha expressa de média velocidade no Brasil. O TIC é um fator indutor de crescimento muito importante para a região, pois colabora com a mobilidade urbana e surge como um dos maiores parques industriais ferroviários do país.

Até o final de março de 2024, chegará ao fim o processo de manutenção da concessão do Aeroporto Internacional de Viracopos, maior aeroporto de carga do país, localizado em Campinas, administrado pela concessionária Aeroportos Brasil Viracopos (ABV). A definição tem potencial para criar mais de 20 mil empregos e proporcionar segurança jurídica para que empresas se instalem no entorno do aeroporto, que contribui no desenvolvimento regional como vetor de crescimento, atraindo investimentos.

No início de 2024, o legislativo de Campinas irá discutir o Projeto de Lei Complementar (PLC) que define novas regras de zoneamento para a região do Polo de Inovação para o Desenvolvimento Sustentável (PIDS), que cobre uma área de 17 milhões de m² no distrito de Barão Geraldo e cria um planejamento urbano que une moradia e inovação tecnológica de forma sustentável. A área inclui ainda o HIDS (Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável). O fundador da Unicamp, Zeferino Vaz, sonhava que a universidade teria essa dimensão.

É o momento de Campinas dar um grande passo na história do Brasil e o setor industrial caminha lado a lado com essas oportunidades. A cidade demandará ainda mais mão de obra, gerando mais empregos. A indústria regional é capacitada a absorver e viabilizar a tecnologia necessária para atender às demandas desses importantes investimentos. A cidade de Campinas precisa do conhecimento que as indústrias associadas ao Ciesp possuem, transformando as tecnologias e inovações em produtos reais de escala, para que cheguem ao mercado.

O Ciesp-Campinas apoia cada um desses investimentos, para que o legado deixado às gerações futuras seja baseado em desenvolvimento, emprego e sustentabilidade, garantindo atividade econômica para a população de toda essa região. Campinas segue fazendo história na educação e inovação, assim como a indústria regional.

 

José Henrique Toledo Corrêa é diretor titular do Ciesp Campinas.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AWARE INVESTMENTS INICIA PLANO DE EXPANSÃO REGIONAL E PREVÊ CHEGAR A R$ 20 BI SOB GESTÃO

O ano de 2024 tem tudo para ser bastante promissor para a Aware Investments. O …

Facebook
Twitter
LinkedIn