COMO INTEGRAR PESSOAS E PROCESSOS PELAS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO VISUAL

ARTIGO DE ENIO KLEIN

Quando se discute modelos de gestão, os trending points colaboração, trabalho em equipe, organizações ágeis e distribuídas ocupam as primeiras posições. Na ponta da entrega de valor, prontidão, sucesso e experiência do cliente são apontados como caminho crítico para as organizações deste século.Foto Enio 1_menor (1)

Como tendência, integrar pessoas e processos com metodologias baseadas na gestão visual ganham força e espaço entre profissionais experientes, e conquistam os mais jovens por serem intuitivas, ágeis e flexíveis. A economia e o aumento de produtividade decorrentes desta integração é dramática.

Entre bons exemplos destas metodologias de gestão visual está o “MBWA”, desenvolvida por David Packard, quando engenheiro na General Eletric, que é a versão ocidental do O Gemba Walk, de origem japonesa, que tem como finalidade a observação criteriosa do fluxo produtivo. Trata-se de uma avaliação crítica do passo a passo do processo produtivo, tomando como retrato fiel o que se passa em campo.

O MBWA é implementado em aplicativos na web e em smartphones, permitindo o trabalho em equipes de forma visual, rápida e eficaz. A americana de Boston, Sococo (Social Communication Company), é uma das principais fornecedoras de aplicativos que implementam este conceito na sua solução para workplace digital.

Assim como o Gemba Walk trouxe à gestão organizacional ocidental um conceito oriental, o kanban, que também tem sua origem no chão de fábrica, mais especificamente na Toyota nos anos 50, foi revisitado e trazido para o gerenciamento de processos de todas as naturezas em um modelo visual, de custo baixo e fácil de implementar. Pipefy, Asana, Trello, Jiira são aplicativos que implementam o Kanban para o gerenciamento de processos ágeis.

Somente estas duas metodologias e respectivos aplicativos, atuando de forma integrada nas organizações, representam um salto fantástico na gestão integrada de pessoas e processos. Benefícios tangíveis desta utilização podem ser identificados quando falamos da comunicação interna e entre equipes, diminuição e eliminação de tarefas desnecessárias – lean processes (outra colaboração da Toyota à gestão administrativa), melhoria da capacidade de entregar – melhor experiência do cliente interno e externo, priorização de tarefas e melhoria na gestão de mudanças entre outros que podem ser dimensionados e monetizados com facilidade.

Empresas ágeis são construídas a partir de equipes e processos ágeis, e a tecnologia pode ajudar muito as empresas no sentido de construir este ambiente, utilizando plataformas visuais que, além de interessantes, lúdicas e fáceis de usar, são robustas e garantem a eficiência e melhorias contínuas nos processos de negócio. Integrar processos a equipes é fundamental para transformar sua organização em uma empresa ágil. Está na hora de transformar!. Seja ágil!

Enio Klein, CEO & General Partner da DOXA ADVISERS, professor nas disciplinas de Vendas e Marketing da Business School São Paulo e Coach pessoal e profissional pela International Association of Coaching – IAC/SLAC

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PROTEÇÃO DA DADOS NO AMBIENTE EMPRESARIAL

A área de Direito Digital do Lemos Advocacia Para Negócios, através de sua coordenadora, Adriana …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn