ECONOMISTA DA SERASA EXPERIAN APONTA QUE CADASTRO POSITIVO GERA IMPACTO DE UMA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Depois do presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, sancionarem a Lei do Cadastro Positivo, o impacto na economia é visto positivamente pelo mercado financeiro. “O Cadastro Positivo gera impacto de uma Reforma da Previdência”, disse Luiz Rabi, economista da Serasa Experian, durante evento na última quinta-feira (09/05), em São Paulo, promovido pela ACREFI.

Rabi ressaltou que há impactos potenciais de R$ 600 milhões de aumento das operações de crédito -PJ, além de incremento de mais de 450 bi em 10 anos de impostos federais e mais de 206 bi de arrecadação estadual. “Teremos uma inclusão financeira de 2,5 milhões de MPMEs. Isso é importante para o crescimento nacional”, pontuou

O novo patamar para o mercado de crédito, segundo ele, aumentará para 66% a relação crédito/PIB. “Algo em torno de R$ 1,3 trilhão em 10 anos. Um movimento que nos coloca no nível de Países que já operam o cadastro há muitos anos”, afirmou Rabi.

O presidente da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (ACREFI), Hilgo Gonçalves, declara que a aprovação do Cadastro Positivo é um passo muito importante no aumento de competitividade no Sistema Financeiro Nacional (SFN), redução de taxas de juros, inclusão no mercado de crédito de cidadãos e pequenos empresários. “Impacta na melhora da experiência no relacionamento entre clientes e instituições financeiras. O PIB deve alcançar 1,4%, inflação 3,70% e a Selic poderá ser menor – em torno entre 6,0% e 5,5% – com a aprovação de uma reforma da Previdência consistente.  O crédito recursos livres para pessoa física cresceu 5,2% em 2017, 11,3% em 2018 e estimamos um crescimento nominal de 9% em 2019. O Crédito Recursos Livres para Pessoa Física, ligado ao Consumo e Liquidez das Famílias, continuará liderando a expansão”, avaliou.

O cadastro foi criado em 2011 com a função de tornar mais transparente o perfil dos consumidores junto às instituições financeiras. O mercado acredita que o acesso ao crédito, redução dos juros e o spread bancário (a diferença entre o que os bancos pagam para captar recursos e o que cobram nos empréstimos) devem melhorar pós-implementação do dispositivo. Até então, o consumidor precisava pedir para entrar na plataforma. Agora, todos serão incluídos automaticamente.

 

Foto: Evento promovido pela ACREFI.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Google+
https://www.panoramadenegocios.com.br/economista-da-serasa-experian-aponta-que-cadastro-positivo-gera-impacto-de-uma-reforma-da-previdencia/
Twitter
LinkedIn

Veja também

DETROIT STEAKHOUSE INVESTE EM TECNOLOGIA PARA INTERAGIR COM PÚBLICO

A transformação digital vem contribuindo para a mudança no comportamento do consumidor, que cada vez …

Facebook
Google+
https://www.panoramadenegocios.com.br/economista-da-serasa-experian-aponta-que-cadastro-positivo-gera-impacto-de-uma-reforma-da-previdencia
Twitter
LinkedIn